Cenário mais desafiador

Itaú BBA corta projeção para Ibovespa a 110 mil pontos ao fim de 2022 e revisa carteira de ações

Corte na estimativa reflete um cenário mais desafiador para ações brasileiras no curto e médio prazo, principalmente em questões macro,

Por  Equipe InfoMoney

Destacando a sua visão para o mercado brasileiro para o segundo semestre de 2022, o Itaú BBA reduziu a sua projeção para Ibovespa de 115 mil para 110 mil pontos ao fim do ano, ainda um potencial de valorização de 11,5% em relação ao fechamento de sexta-feira (24).

A equipe de research do banco diz que o corte na estimativa reflete um cenário mais desafiador para ações brasileiras no curto e médio prazo, principalmente em questões macro, refletidas em um maior custo de capital próprio.

No entanto, as expectativas de lucro para 2022/2023 aumentaram, principalmente devido aos preços mais altos das commodities. Estas são parcialmente compensadas ​​pela pior expectativa para as empresas voltadas à economia doméstica.

Dessa forma, o banco diz preferir exposição a commodities apesar do menor crescimento global devido à sua avaliação muito atraente. Também continua a gostar de grandes bancos e setor de utilities (energia e saneamento), dada a proteção contra a inflação e altas taxas retornos (TIRs). Por outro lado, tem visão cautelosa em Pagamentos, Tecnologia, Construtoras, Saúde e Varejo.

Marcelo Sá e Matheus Marques, estrategistas do banco, acreditam que a evolução da inflação e das taxas de juros definirá o desempenho dos mercados de ações. “Nós achamos que as ações de valor vão superar as de crescimento no curto prazo, já que a inflação está demorando mais do que o esperado para cair e a taxa Selic pode permanecer alta por mais tempo. Esse ambiente desafiador pode continuar incentivando saídas de capital do mercado de ações para renda fixa”, apontam.

A proximidade das eleições deve trazer mais volatilidade, cita o BBA, apontando que, nos últimos meses, o governo federal e o Congresso brasileiro anunciaram várias medidas/projetos de lei para reduzir os preços dos combustíveis e impostos e, mais recentemente, o aumento do programa social “Auxílio Brasil” para R$ 600 ao mês, de R$ 400 anteriormente. Se implementados, podem ter um impacto significativo na inflação e nas contas fiscais.

Marques e Sá fizeram algumas mudanças na lista de ações brasileiras, visando aumentar a exposição a commodities com base em seus valuations considerados atrativos, mesmo assumindo uma redução significativa dos preços.

“Ainda vemos um cenário mais difícil para o mercado doméstico devido às altas taxas de juros por mais tempo, o que está pressionando a atividade econômica no curto e médio prazo. “Também estamos reduzindo nossa exposição aos calls de duration alta [com um fluxo de caixa mais sensível à alta de juros], pois esperamos que continuem sofrendo no curto prazo”, apontam.

Os estrategistas incluíram Gerdau (GGBR4) e Suzano (SUZB3) na carteira, enquanto removeram WEG (WEGE3) e Intelbras (INTB3.

Para Suzano, o desempenho fraco da ação e a melhora de fundamentos, apoiada por preços mais altos e dinâmicas de oferta e demanda, levaram a essa inclusão. “A ação teve um desempenho em linha com o dólar no início do ano, mas com o ambiente ruim de junho para commodities, principalmente com queda dos preços de petróleo e minério de ferro, prejudicaram o desempenho da Suzano, enquanto o dólar se valorizou no acumulado do mês (alta de 10,8%)”, aponta.

Embora o mercado, inclusive o BBA, prefira empresas com forte geração de caixa e pagamentos robustos de dividendos, os estrategistas apreciam a forma de alocação de capital, aproveitando a oportunidade para investir em projetos altamente eficientes, enquanto a operação atual se beneficia de altos preços à vista.

Já a saída da Intelbras ocorre apesar de uma visão positiva sobre a empresa para o longo prazo, pois possui uma combinação de posicionamento-chave em energia solar, forte crescimento e rentabilidade. “Resolvemos aproveitar o
desempenho superior da empresa no acumulado de junho  para reduzir nossas perdas, uma vez que teve desempenho inferior ao índice desde sua inclusão, com queda de 21,5%, enquanto o Ibovespa teve queda de 16,9%”, ressaltam os estrategistas.

A carteira de ações do BBA conta agora com Banco do Brasil (BBAS3), BTG Pactual (BPAC11), Eletrobras (ELET3), Energisa (ENGI11), Gerdau (GGBR4), Multiplan (MULT3), Petrobras (PETR4), Suzano (SUZB3), Totvs (TOTS3) e Vale (VALE3).

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe