IPCA no Brasil, ata do FOMC nos EUA e juros na Europa: o que acompanhar na semana

Tudo o que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Camille Bocanegra

Calendário

Publicidade

Os últimos dias foram marcados, aqui no Brasil, pelos dados da indústria e, lá fora, por dados do emprego nos EUA, o payroll – principal indicador da temperatura da economia, com números acima do esperado.

Essa semana será dominada por inflação, com a divulgação do IPCA no Brasil. Lá fora, o destaque será a ata do Federal Open Market Committee (FOMC) nos EUA, apresentando mais detalhes sobre a tomada de decisão que manteve a taxa de juros no atual patamar e os próximos passos na política monetária norte-americana.

Na segunda-feira, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) apresenta os dados semanais do Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) e a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) trará os números da produção e venda de veículos de março. A Confederação Nacional de Indústria (CNI) divulgará os indicadores industriais e a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) traz os dados semanais da balança comercial.

Continua depois da publicidade

No dia seguinte, será a vez dos dados semanais da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) para o Índice de Preços ao Consumidor. A FGV trará o Índice Geral de Preços (IGP-M) na 1ª prévia de abril. O Banco Central apresenta o Relatório Focus e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começa a primeira de suas divulgações com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) regional de fevereiro.

Na quarta-feira, o IBGE traz o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com projeção do Bradesco de alta de 0,25% na comparação mensal. O instituto também apresenta os custos e índices da construção civil de março. O CNI traz seu índice de confiança do empresário industrial – ICEI de abril.

Na quinta, o IBGE traz a Pesquisa Mensal de Comércio de fevereiro, com projeção do Bradesco de alta de 0,4% na comparação mensal. Já a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apresenta o 7º Levantamento da safra de grãos 2023/2024.

Continua depois da publicidade

O resto do dia fica por conta do Banco Central, que trará o Índice de Commodities Brasil e os dados semanais do Fluxo Cambial. No dia seguinte, o IBGE encerra suas divulgações na semana com a Pesquisa Mensal de Serviços de fevereiro, com estimativa do Bradesco de 0,3% na comparação mensal.

Como destaque no campo político, será apresenta a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2025.

Ata do FOMC e juros na Europa são destaque

Nos EUA, o destaque da semana será a divulgação da ata do FOMC, que trará mais detalhes da decisão tomada pelo comitê do Federal Reserve sobre a taxa de juros. O documento deve apresentar também os rumos da política monetária e pode trazer indicações de quando os cortes podem se iniciar lá fora.

Continua depois da publicidade

Na quarta-feira, o resultado fiscal mensal será apresentado, referentes a março, e haverá a divulgação do Índice de preços ao consumidor do mesmo mês, com projeção mensal de 0,4%, pelo consenso LSEG. No dia seguinte, os pedidos semanais de auxílio desemprego serão conhecidos, assim como o índice de preços ao produtos de março. A semana será fechada com o índice de confiança da Universidade de Michigan de abril, com estimativa de 80 pelo LSEG.

No exterior, o destaque dos próximos dias será a decisão de política monetária da Zona do Euro, com expectativa de manutenção em 4,5%. A Alemanha abre a semana com a apresentação dos dados de produção industrial de fevereiro, na segunda-feira, e fecha as divulgações com o índice de preços ao consumidor de março, na sexta.

Na China, serão conhecidos os índices de preços ao consumidor e de preços ao produtor na quarta-feira. Nessa semana, saem ainda os dados da balança comercial de março, com projeção LSEG US$ 73,6 bilhões, de novos empréstimos e dos dados de crédito agregado.