Bolsa

Ibovespa tem melhor fechamento desde julho de 2015; dólar cai apesar de swaps

Mercado tem forte alta após mais um dia de notícias contra o governo predominando no noticiário político

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira (13), terminando o pregão no seu maior patamar desde julho de 2015. O movimento foi causado principalmente pelo cenário político, após PP, PSB e PRB anunciarem que deixarão a base do governo. Placares da Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo dão números diferentes: 284 e 320 parlamentares a favor do impedimento, respectivamente. O PSD faz reunião nesta quarta e também deve liberar seu voto. Ajuda ainda o mercado a alta das bolsas internacionais em meio a dados positivos da balança comercial chinesa. 

O benchmark da bolsa brasileira subiu 2,21%, a 53.150 pontos. Com a alta de hoje, o índice chega a seu maior patamar de fechamento desde 14 de julho de 2015, quando terminou a sessão em 53.239 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 25,056 bilhões. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 caiu 9 pontos-base a 13,65%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 recuou 32 pontos-base a 13,17%.

No câmbio, dos 80.000 contratos de swap reverso colocados em leilão nesta manhã, o Banco Central teve demanda atendida para 57.000. No instante após a divulgação do resultado, o dólar futuro saltou 0,5% e estendeu os ganhos apresentados antes do leilão. Já o dólar comercial tem queda de 0,44% a R$ 3,4795 na venda, enquanto o dólar futuro para maio cai 0,19% a R$ 3,505.

Para o economista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, o Ibovespa salta com a possibilidade de impeachment aumentando em meio às deserções de partidos da base e o movimento de amenizar ganhos que começou por volta das 14h30 parece uma realização natural dos lucros. “Não tem nada a ver com o discurso da Dilma hoje. O [líder do PMDB na Câmara, Leonardo] Picciani, acabou de falar que vai votar contra o impeachment e que a bancada vai respeitar a decisão dele. Acho que isso pode ter influenciado um pouco, embora pareça pouco provável que os demais sigam o voto dele”, afirma. 

Um rumor no mercado dizia que o PT recorreria ao STF (Supremo Tribunal Federal) para adiar a votação do impeachment no domingo, mas questionada pelo InfoMoney, a assessoria de imprensa do presidente do PT, Rui Falcão (SP), disse que não há nem discussão sobre isso dentro do partido. 

Gilberto Occhi deixa cargo
O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, entregou sua carta de renúncia à presidente Dilma Rousseff na tarde desta quarta-feira (13), no dia seguinte ao desembarque do seu partido, o PP, do governo. As informações são do Estadão e do jornal Extra. Ontem, a bancada do PP decidiu apoiar o impeachment da presidente, deixando os cargos que o partido tem no governo à disposição. O anúncio foi feito menos de 24 horas depois da aprovação de parecer a favor da abertura do processo de impeachment contra a presidente na Comissão Especial do Impeachment.

Ações em destaque
Mesmo em um dia de queda para o petróleo, com o brent em queda de 1,57%, a US$ 43,99 em meio às dúvidas sobre o encontro entre os países produtores de petróleo, a Petrobras (PETR3, R$ 11,83, +4,23%; PETR4, R$ 9,51, +5,32%) seguiu a disparada da véspera, também atenta ao cenário político. O impeachment passou a ganhar força com o anúncio do PP de saída da base aliada do governo, o que aumentou o pessimismo no “núcleo duro” do governo Dilma. 

No noticiário da estatal, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) adiou o julgamento previsto para ontem de ações coletivas movidas por funcionários da estatal que trabalham em áreas de risco e questionam o cálculo de suas remunerações, em um longo processo que aponta para uma vitória final dos petroleiros, segundo representante da categoria. O processo, no caso de uma vitória dos trabalhadores no TST, pode envolver pagamentos de até 11,5 bilhões de reais pela Petrobras, segundo estimativa da própria estatal. O presidente o TST, ministro Ives Gandra Filho, adiou a decisão devido ao horário tardio de encerramento da sessão e não informou quando a apreciação da matéria será retomada.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 CSNA3 SID NACIONALON13,00+20,15+225,00
 GOAU4 GERDAU MET PN2,98+14,18+79,52
 USIM5 USIMINAS PNA2,23+12,06+43,87
 GGBR4 GERDAU PN8,35+8,44+79,57
 PCAR4 P.ACUCAR-CBDPN51,21+7,49+22,34

PUBLICIDADE

 

 

 

Dentro do setor mais pesado no Ibovespa, o financeiro, bancos grandes subiram, beneficiados pelo cenário político, que aumenta a probabilidade de uma troca de governo que significasse uma mudança na condução da política econômica rumo à ortodoxia. Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 33,63, +0,99%), Bradesco (BBDC3, R$ 32,41, +1,19%; BBDC4, R$ 29,41, +0,93%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 22,43, +1,49%) avançaram. Juntas, as quatro ações respondem por pouco mais de 20% da participação na carteira teórica do nosso benchmark.

Já a Vale (VALE3, R$ 19,57, +4,43%; VALE5, R$ 14,80, +4,23%) subiu beneficiada pela alta do minério de ferro. A commodity spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve alta de 2,13% a US$ 60,48 a tonelada seca. Nenhuma ação que compõe o Ibovespa opera em queda neste momento.

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 RUMO3RUMO LOG ON3,31-9,56-46,96
 ESTC3ESTACIO PARTON12,17-2,64-12,76
 RENT3LOCALIZA ON32,89-1,23+34,14
 RADL3RAIADROGASILON53,13-0,56+50,17
 BRFS3BRF SA ON48,07-0,46-12,86

 

 

Do outro lado, as ações da educacional Estacio (ESTC3, R$ 12,17, -2,64%) operou em queda. 

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1
 PETR4PETROBRAS PN9,51+5,32969,66M
 VALE5VALE PNA14,80+4,23819,37M
 ITUB4ITAUUNIBANCOPN33,64+1,02602,48M
 BBDC4BRADESCO PN EJ29,41+0,93408,62M
 BBAS3BRASIL ON22,33+1,04374,21M
 BVMF3BMFBOVESPA ON16,70+4,05359,36M
 ABEV3AMBEV S/A ON18,40+0,16327,73M
 CSNA3SID NACIONALON13,00+20,15272,30M
 ITSA4ITAUSA PN8,68+0,70270,42M
 CIEL3CIELO ON EB33,43+5,13255,57M

* – Lote de mil ações 
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
 

Michel Temer
O vice-presidente Michel Temer concedeu entrevista à Eliane Cantanhêde, da GloboNews e O Estado de S. Paulo, afirmando que está preparado para governar no caso de impeachment. Segundo ele, o diálogo sempre pautou sua atividade e por isso não governaria sozinho, mas com todos os partidos, todos os setores da sociedade, para tirar o país da crise. De acordo com informações do jornal Valor, o vice acelera consultas para escolha de titular da Fazenda. Paulo Hartung, governador do Espírito Santo, Murilo Portugal, presidente da Febraban e o senador José Serra estão entre os nomes sugeridos por aliados para comandar a pasta.

PUBLICIDADE

Cronograma do impeachment
Na noite de ontem também foi divulgado o cronograma para a votação do impeachment. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), confirmou o cronograma de votação na Câmara, mas disse que decisão sobre ordem de votação seria divulgada hoje; ele quer votação por região começando pelo Sul. A conclusão da votação do parecer sobre a admissibilidade do pedido de impeachment da presidente deverá ocorrer por volta das 21h do domingo (17), afirmou.

Livro Bege
A economia dos Estados Unidos continuou a expandir entre o fim de fevereiro e o início de abril e o desemprego baixo parece estar provocando alguma aceleração do crescimento dos salários, informou nesta quarta-feira o Federal Reserve, banco central norte-americano. Os salários cresceram em 11 dos 12 distritos regionais do Fed e vários relataram sinais de aceleração do crescimento dos salários, segundo o relatório Livro Bege, que compila informações coletadas com contatos empresariais em todo o país.

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE