Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Ibovespa sobe 0,31%, com commodities e empresas ligadas ao mercado interno; Dólar avança 0,14%

Alta das exportações na China impulsionou o preço do minério e as ações da Vale (VALE3)

Vitor Azevedo

Publicidade

O Ibovespa fechou em alta de 0,31% nesta quinta-feira (7), aos 126.009 pontos, com ajuda, principalmente, das ações da Vale (VALE3) e de empresas ligadas ao mercado interno.

Com peso importante no índice, os papéis ordinários da mineradora ganharam 0,32% – longe, no entanto, de acompanhar toda a alta do minério de ferro, de 3,93%, com a tonelada negociada em Dalian a US$ 134,12.

“A cotação da commodity subiu após os números de exportações da China em novembro serem divulgados, mostrando crescimento acima das expectativas, o que animou os investidores”, explica Rachel de Sá, chefe de Economia da Rico.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Companhias ligadas ao mercado interno também foram destaques dentro do Ibovespa. As ações ordinárias da EzTec (EZTC3), da Cyrela (CYRE3) e do Grupo Soma (SOMA3) ganharam, respectivamente, 4,74%, 5,44% e 5,68%.

“No Brasil, temos os juros futuros em queda. O Campos Neto já anunciou que, de acordo com os indicadores divulgados, a gente tem também uma possibilidade de aumento da velocidade de queda de juros no Brasil também. Isso tudo anima o mercado, faz com que os juros caiam e a bolsa suba”, diz Rodrigo Cohen, analista CNPI e co-fundador da Escola de Investimentos. “Com essa queda dos DIs, empresas do setor de varejo, construção e consumo são as que mais se beneficiam”, completa.

O dia, por aqui, foi mais uma vez marcado por uma tendência de queda da curva de juros – apesar de leve. Os DIs para 2024 perderam 1,8 ponto-base, a 11,80%, e os para 2027, 1,5 ponto, a 10,08%. As taxas dos contratos para 2029 caíram um ponto, a 10,52%, e as dos para 2031 ficaram estáveis, a 10,76%.

“Enquanto isso, no cenário interno, a atenção está na aprovação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), cujo relator, deputado Danilo Forte, não acatou a sugestão do governo para limitar o contingenciamento de gastos em 2024” expõe de Sá.

A abordagem do governo, liderado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, visa garantir que o máximo de bloqueio orçamentário fique restrito a uma regra que permita um aumento mínimo real de 0,6% nas despesas, em vez de uma regra mais restritiva – que poderia levar a um contingenciamento de R$ 56,5 bilhões.

Exterior ajuda Ibovespa

Nos Estados Unidos, o dia foi de alta. Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram, respectivamente, 0,17%, 0,80% e1,37%.

“Investidores seguem em compasso de espera dos dados de desemprego referentes a novembro (payroll), que serão divulgados amanhã. Os principais índices operam em alta, após os pedidos semanais de seguro-desemprego virem abaixo do esperado por especialistas, contribuindo para a sinalização de um quadro de mercado de trabalho menos apertado”, contextualiza a economista da Rico.

Apesar de o número de pedidos de auxílio desemprego nos Estados Unidos na semana encerrada em 2 de dezembro ter ficado abaixo do consenso, de 222 mil, ele veio com alta frente uma  semana antes – quando foi de 219 mil.

“Nos EUA, os números de auxílio-desemprego vieram dentro do esperado e não causaram nenhuma surpresa. Além disso, dados do ADP que saíram ontem mostrando uma criação de vagas abaixo do esperado também ajudaram no clima de otimismo. O mercado está antecipando cada vez mais o corte de juros por lá para março”, comenta Cohen.

Apesar do dado, os treasuries yields, por lá, tiveram uma leve alta, após sucessivas quedas. O para dez anos, por exemplo, ganhou 2,7 pontos-base, a 4,148%.

O dólar, em parte por conta da correção dos treasuries, teve  uma leve alta de 0,14% frente ao real, a R$ 4,908 na compra e a R$ 4,909 na venda.

“Ocorreu um movimento de ajuste, e o dólar teve uma leve valorização, atingindo a cotação de R$ 4,9120 para compra”, menciona Bruno Nascimento, analista de câmbio para Norte e Nordeste da B&T Câmbio.

“As atenções permanecem voltadas para a divulgação do relatório de emprego nos Estados Unidos, o Payroll, que será divulgado amanhã. Este é um dos indicadores que mais pesam na tomada de decisão do FED para determinar a taxa de juros nos Estados Unidos. Um resultado abaixo das expectativas indica que a maior economia do mundo pode estar iniciando um processo de desaceleração.”