Derivativos

Ibovespa Futuro sobe seguindo exterior à espera de divulgação do PIB dos EUA

Mercado repercute resultados enquanto espera por dados econômicos que serão divulgados ao longo do dia

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre em alta nesta sexta-feira (26) acompanhando o exterior à espera do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no segundo trimestre. O dado pode colocar mais expectativa para a reunião do Federal Reserve da próxima quarta-feira (31). 

Os investidores também devem repercutir os resultados corporativos divulgados entre ontem e hoje. Entre eles, Usiminas, Minerva e Ecorodovias. 

Às 9h09 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para agosto tinha alta de 0,33% a 103.320 pontos, enquanto o dólar futuro com o mesmo vencimento fica estável a R$ 3,779. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 fica estável a 5,47%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 recua um ponto-base a 6,35%. 

Por aqui, as expectativas ficam para o resultado das contas do Governo Central em junho, para as quais se espera déficit de R$ 12 bilhões, menos negativo que o resultado de maio, que foi de R$ 14,74 bilhões. 

A Agência Nacional de Energia (Aneel) também informa a bandeira tarifária de agosto, que atualmente é a amarela.

No corporativo, destaque para o relatório de produção da Petrobras do segundo trimestre, com a produção 2.633 mil barris de óleo equivalente por dia (Mboed), de óleo, LGN e gás natural, que representaram uma alta de 3,8% sobre o primeiro trimestre, mas uma retração de 1% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Nos seis primeiros meses, a produção recuou 3,1%.

Diante dos resultados acumulados, a Petrobras anunciou a alteração da meta de produção para o ano de 2,8 mil Mboed para 2,7 mil Mboed, com variação de 2,5% para mais ou para menos. A projeção de produção de óleo é de 2,1 MMbpd com variação de 2,5% para mais ou para menos.

Noticiário Corporativo

A Petrobras informou no relatório de produção que os resultados foram inferiores aos inicialmente previstos para o segundo trimestre, principalmente pelas dificuldades enfrentadas no mês de junho, com a estabilização das plantas de gás dos novos sistemas de produção de Búzios.

PUBLICIDADE

Segundo a empresa, entretanto, já houve melhora operacional em julho, com a produção média retornando ao patamar de 2,7 MMboed, e pelo replanejamento da eficiência operacional e do cronograma de entrada de novos poços em Búzios

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu as novas regras para a redistribuição das autorizações da Avianca para pousos e decolagens, os chamados slots, no aeroporto de Congonhas, o mais congestionado do país.

Com a definição, as 41 autorizações serão repassadas para empresas consideradas “entrantes” no aeroporto. Na prática, a decisão deixa de fora da divisão as companhias Latam e Gol, possibilitando a entrada da Azul.

Nos balanços, a Minerva teve prejuízo de R$ 113 milhões no segundo trimestre, cifra 88% inferior às perdas de um ano antes.

A Ecorodovias teve lucro de R$ 58,5 milhões, queda de 27%. Já o laboratório Fleury registrou lucro de R$ 77,1 milhões no segundo trimestre, resultado 11% abaixo do reportado no mesmo intervalo do ano passado.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!