Abertura

Ibovespa Futuro sobe com alívio no noticiário sobre o coronavírus; dólar cai

Pré-market indica ganhos diante da possibilidade da descoberta de uma vacina contra a doença que surgiu em Wuhan

ações bolsa gráfico índice mercado
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro sobe nesta quarta-feira (5) com os investidores acompanhando o movimento das bolsas internacionais em dia de notícias esperançosas sobre o coronavírus. Um grupo de pesquisadores do Reino Unido teria descoberto uma forma de acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra a doença, e os testes em seres humanos poderiam começar já na semana que vem.

O total de infectados pelo coronavírus atingiu 25 mil pessoas nesta quarta, enquanto o número de mortes subiu de 425 para entre 490 e 500.

Ainda no cenário internacional, o Senado americano termina hoje o julgamento do processo de impeachment do presidente Donald Trump. Ao que tudo indica, Trump será inocentado ao mesmo tempo em que o cenário das primárias do Partido Democrata se mostra extremamente indefinido, com o favorito Joe Biden ficando em quarto lugar, perdendo para Bernie Sanders, Pete Buttigieg e Elizabeth Warren em Iowa.

Aprenda a investir na bolsa

Às 09h14 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para fevereiro subia 0,96% a 116.830 pontos, já o dólar futuro para março cai 0,35% a R$ 4,246.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 cai três pontos-base a 4,89%, o DI para janeiro de 2023 tem queda de três pontos-base a 5,42% e o DI para janeiro de 2025 registra perdas de três pontos-base a 6,10%.

No Brasil, hoje é dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que deve reduzir os juros de 4,5% para 4,25%.

Discurso de Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, em seu terceiro discurso sobre o Estado da União e o último do primeiro mandato, que “anos de decadência econômica terminaram”.

“Os dias daqueles que usavam o nosso país, aproveitavam-se dele, estando até desacreditado junto de outras nações, ficaram para trás”, declarou Trump, na terça-feira, em discurso cheio de críticas à administração de Barack Obama (2009-2017), que não mencionou, e que deixou entusiasmados republicanos, mas não democratas. Ao final do discurso do Estado da União, a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, rasgou uma cópia do discurso do presidente.

Para Trump, se “as políticas econômicas falidas do governo anterior” não tivessem sido revertidas, “o mundo agora não estava a ver esse grande êxito econômico”, com criação de emprego, queda de impostos e luta “por acordos comerciais justos e recíprocos”.

PUBLICIDADE

“A nossa agenda é implacavelmente pró-trabalhadores, pró-família, pró-crescimento e, sobretudo, pró-Estados Unidos”, destacou o chefe de Estado norte-americano, acrescentando que, há três anos, iniciou “o grande regresso” do país.

Noticiário corporativo 

A Petrobras (PETR3 e PETR4) iniciou a venda de todos os seus ativos no Uruguai, como parte do seu plano de desinvestimento. A empresa mandará carta-convite aos interessados em adquirir seus ativos no país vizinho, que incluem a subsidiária Petrobras Uruguay Distribución S.A. (PUDSA), uma rede de 90 postos de combustíveis. Vale destacar a fixação de preço por ação ON da Petrobras em oferta do BNDES. Ainda em destaque, está a estreia das ações da Mitre após oferta pública inicial.

Já a operadora de telefonia Oi (OIBR4) informou na noite de ontem que concluiu a subscrição e integralização da sua emissão de debêntures simples, operação anunciada em 23 de dezembro do ano passado e avaliada em R$ 2,5 bilhões.

Já o Bradesco (BBDC4) teve lucro líquido recorrente de R$ 6,645 bilhões no quarto trimestre do ano passado, cifra 14% maior que a registrada em igual intervalo de 2018, de R$ 5,830 bilhões. Em relação aos três meses anteriores, de R$ 6,542 bilhões, foi registrado incremento de 1,6%. Veja mais aqui. 

(Com Bloomberg e agências internacionais)

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!