Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Ibovespa Futuro opera com leve baixa, sem referência de NY e com queda de commodities

Haddad se reúne hoje com Pacheco para tratar sobre a MP da reoneração

Felipe Moreira

(Shutterstock)

Publicidade

O Ibovespa Futuro opera com leve baixa nesta segunda-feira (15), dia de liquidez reduzida devido ao feriado de Martin Luther King Jr nos Estados Unidos.

Em Brasília, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, buscam uma saída para o impasse em torno da reoneração da folha de pagamentos. Pressão de parlamentares para manter a desoneração levou de volta ao debate o plano de taxar remessas internacionais de até 50 dólares como forma de compensar o benefício, disseram à Reuters fontes do governo, enquanto o Ministério da Fazenda insiste que a medida provisória da reoneração seja mantida para assegurar o déficit zero este ano.

Às 9h11, (horário de Brasília) o índice futuro com vencimento em fevereiro operava com baixa de 0,07%, aos 131.910 pontos.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O índice também é pressionado pela queda de commodities. Os preços do petróleo operam em baixa, com traders atentos ao risco de interrupção do fornecimento no Oriente Médio, após os ataques das forças dos EUA e do Reino Unido para impedir a milícia Houthi no Iémen de atacar navios no Mar Vermelho.

As cotações do minério de ferro na China fecharam baixa superior a 3%, atingindo a mínima de 3 semanas, com o principal consumidor, a China, desafiando as expectativas do mercado e mantendo sua taxa de juros de médio prazo, deixando os traders decepcionados. Já o índice de referência de Cingapura cai mais de 1% para o mínimo de quase seis semanas.

Em Wall Street, índices futuros dos EUA operavam mistos nesta segunda-feira (15), feriado de Martin Luther King, que mantêm as bolsas de Nova York fechadas hoje. A agenda econômica dos EUA da semana é movimentada, com a divulgação de vendas no varejo, produção industrial e mais indicadores.

Nesta manhã, o Dow Jones Futuro caía 0,13%, S&P Futuro recuava 0,10% e Nasdaq Futuro registrava alta de 0,01%.

Dólar e mercado externo

O dólar comercial operava com baixa de 0,09%, cotado a R$ 4,852 na compra e R$ 4,853 na venda. Já o dólar futuro (DOLFUT) caía 0,01%, indo aos 4.864 pontos. Enquanto isso, DXY, índice que mede a força do dólar perante à uma cesta de moedas, opera com alta de 0,18%, a 102,59 pontos.

No mercado de juros, os contratos sobem em bloco. O DIF25 -0,01 pp, a 10,06%; DIF26, 0,00 pp, a 9,67%; a DIF27, +0,02 pp, a 9,80%; DIF28, +0,01 pp, a 10,03%; DIF29 +0,01 pp, a 10,18%.

As bolsas europeias operam em baixa modesta na manhã desta segunda-feira, enquanto investidores digerem dados fracos de crescimento da Alemanha e números da indústria e da balança comercial da zona do euro.

Já as bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única nesta segunda-feira, em meio a especulação sobre os próximos passos da política monetária da China após a manutenção de taxas de juros locais.