Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Ibovespa futuro opera com alta, em meio a otimismo externo e desconfiança interna com contas públicas

Índice brasileiro, porém, variou entre o campo positivo e negativo na abertura

Equipe InfoMoney

B3 Bovespa Bolsa de Valores de São Paulo (Germano Lüders/InfoMoney)

Publicidade

O Ibovespa futuro opera com ganhos de 0,16%, na abertura da sessão desta terça-feira (3), mas já variou entre o terreno positivo e negativo no início dos negócios.

O viés positivo vem do mercado exterior, em especial dos EUA, que começou seus trabalhos hoje em Wall Street após o feriado prolongado de fim de ano.

Os investidores esperam por indicadores macroeconômicos que possam indicar tanto o fim do ciclo de alta de juros pelo Fed como a intensidade da recessão esperada para os próximos.

Continua depois da publicidade

O leve otimismo lá fora serve para aliviar um pouco o mau humor interno com os primeiros sinais do novo governo, que assumiu com um discurso de forte intervenção do Estado na economia e com promessas de revisão de reformas estruturais e de marcos regulatórios.

Também há uma leitura de que os interesses políticos estão se sobrepondo à realidade dos números, visão que ficou fortalecida pela decisão de prorrogar a isenção de impostos federais sobre os combustíveis, com impactos diretos na previsão de arrecadação em 2023.

O discurso de posse do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, se comprometendo não só com a responsabilidade nos gastos públicos, mas também em apresentar ainda neste primeiro semestre do ano, uma proposta de novo arcabouço fiscal no lugar do Teto de Gastos, foi considerado insuficiente para reduzir a desconfiança dos investidores.

Continua depois da publicidade

A expectativa de intervenção na política de preços da Petrobras, por exemplo, levou as ações da companhia a uma perda superior a 6% na sessão de ontem.

Hoje, Haddad pediu compreensão porque a transição de governo foi falha por conta da falta de acesso informações.

“Tudo terá que ser reestimado e estamos debruçados nisso”, disse em entrevista ao site Brasil 247.

Continua depois da publicidade

A partir dessa avaliação, que ficará pronta em alguns dias, o ministro prometeu apresentar planos de curto, médio e longos prazos ao presidente Lula.

Dólar e juros

O dólar futuro recuava 0,27%, a R$ 5,384, enquanto o comercial cedia 0,16%, a R$ 5,35, após abrir a sessão em alta. Os juros futuros (DIs), por sua vez, avançam, refletindo a maior percepção do mercado de risco fiscal.