Bolsa

Ibovespa dispara 18% e tem melhor semana da década com “cerco a Lula”

Mercado dispara novamente em meio a 24ª fase da Operação Lava Jato; Lula teve condução coercitiva pela PF

SÃO PAULO – O Ibovespa até ameaçou amenizar, mas fechou com forte alta nesta sexta-feira (4), fechando a semana com forte alta de 18,01% diante de uma série de notícias prejudiciais ao governo Dilma. O rali da Lava Jato se estendeu hoje após serem feitas buscas na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Bernardo do Campo (SP) e em outros locais ligados ao petista. Segundo a força-tarefa da Lava Jato, Lula recebeu R$ 4,5 milhões desviados da Petrobras para as reformas do triplex no Guarujá (SP) e para o sítio em Atibaia (SP).

O benchmark da Bolsa brasileira subiu 4,01% apenas nesta sexta, fechando a 49.084 pontos, com um volume financeiro de R$ 16,979 bilhões. Esta foi a melhor semana da Bolsa desde 2008. Já o dólar comercial caiu 1,09% a R$ 3,7607 na venda, após chegar a cair 3% mais cedo. Enquanto isso, o dólar futuro para abril teve queda de 0,89% a R$ 3,793. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 teve leve alta de 2 pontos-base a 14,06% ao passo que o DI para janeiro de 2021 recuou 29 pontos-base a 14,70%.

Na avaliação de Celson Plácido, estrategista-chefe da XP, o movimento atual do mercado mostra como os investidores veem agora uma possibilidade maior de mudança. “Mesmo sem o impeachment, o PT acabou. Lula não vai vir como candidato e a Dilma não vai se esforçar para eleger alguém. Ela provavelmente vai deixar a política”, afirma.

Segundo ele, o cenário atual pode até favorecer a aprovação de medidas impopulares como a Reforma da Previdência, já que ela é a primeira presidente sem legado depois de Collor. “O Fernando Henrique Cardoso estabilizou a economia e trouxe o real. O Lula tirou milhões da pobreza. E a Dilma? Dois rebaixamentos de rating? Dois anos seguidos de recessão, inflação alta e aumento do desemprego? Então ela pode pressionar para aprovar a reforma para ter pelo menos uma marca positiva a deixar após dois mandatos”, explica.

A semana da Bolsa
A cada dia desta semana uma nova notícia pesou sobre o governo e reforçou a tese de que o impeachment está ganhando força, o que trouxe ânimo para o mercado. Na terça-feira, executivos afirmaram em delação premiada que a Andrade Gutierrez pagou ilegalmente a dívida de campanha da presidente Dilma Rousseff. Naquele dia, o índice já chegava a 6% de alta em dois dias.

Na quarta-feira o bom humor seguia, e os primeiros sinais de que a Operação Lava Jato estava chegando ao ex-presidente começaram a aparecer. O empresário Léo Pinheiro, ex-presidente e sócio da empreiteira OAS, decidiu fazer um acordo de delação premiada dentro da Operação Lava Jato, segundo informações da Folha de S. Paulo. A informação era que Pinheiro deve citar Lula em sua delação.

Ainda antes dos eventos desta sexta, a Bolsa disparou 5% matéria da revista IstoÉ afirmar que o ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, fez um acordo de delação premiada na Lava Jato acusando a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de tentarem barrar as investigações da Operação Lava Jato.

Lula
Um dia após o vazamento de uma suposta delação feita pelo senador Delcídio do Amaral, a Polícia Federal realizou nesta sexta-feira a 24ª fase da Operação Lava Jato no prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho Fábio Luíz Lula da Silva. A operação foi batizada de Aletheia, que é a palavra grega para verdades escondidas. Lula foi alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor). Os carros da PF chegaram às 6h (horário de Brasília) à sua casa, em São Bernardo. 

Após ser levado pela PF, Lula encerrou seu depoimento e deixou o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Não se sabia qual seria o rumo do petista, mas após alguns minutos o carro em que Lula deixou o aeroporto foi visto entrando no Diretório Nacional do PT, localizado no centro da cidade. De lá ele fez declaração pública. O petista iniciou sua fala criticando a atuação da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (4): “não precisava ter ido logo cedo na minha casa, na casa dos meus filhos”, afirmou. Lula disse que sempre esteve aberto a falar com as autoridades.

PUBLICIDADE

O ex-presidente afirmou também que houve “arrogância”, um show de pirotecnia na operação de hoje. “É lamentável que uma parcela do Poder Judiciário esteja trabalhando em parceria com a imprensa”, disse Lula. O petista disse que está primeiro “sendo criado o criminoso” para que depois sejam descobertos “o crime que ele prometeu”.

Ações em destaque
As ações da Petrobras (PETR3; PETR4) disparam mais de 17% em mais um dia em que o cenário político se sobrepõe a qualquer dado de petróleo ou notícia corporativa. Na mesma toada, a Vale (VALE3; VALE5) subia mais de 10%.

Também disparavam os papéis de bancos com Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC3; BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3) registrando fortes altas.

Entre as quedas ficam novamente as exportadoras de papel e celulose Fibria (FIBR3) e Suzano (SUZB5). As duas são prejudicadas pela queda do dólar, que faz com que essas empresas percam lucratividade, já que possuem receitas denominadas na moeda norte-americana. 

Relatório de Emprego dos EUA
Às 10h30 foi divulgado o relatório de emprego dos EUA. A criação de vagas em fevereiro foi de 242 mil contra 190 mil esperados. Já a taxa de desemprego ficou estável em 4,9%, em linha com o esperado pela mediana das expectativas dos economistas. A decepção ficou por conta dos ganhos por hora trabalhada. O americano médio se viu com uma perda salarial de 0,1%, contra uma expectativa de crescimento 0,2%. 

Cenário externo
Contribuindo para o bom humor que deve vir por conta do noticiário político, as bolsas europeias subiram, ao mesmo tempo em que os índices Dow Jones e S&P 500 registram leves ganhos. Nos EUA, os mercados refletem dados de emprego. Na Ásia, as ações chinesas subiram pelo quarto dia seguido nesta sexta, com a queda dos papéis de empresas com menor valor de mercado sendo compensada pela alta dos bancos diante da especulação de que investidores apoiados pelo governo ajudaram a estabilizar o mercado antes da reunião do Parlamento do país.

Leia também:

Carteira InfoMoney tem 4 novas ações para março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE