Fechamento

Ibovespa cai 0,7% e dólar sobe a R$ 3,89 após Guedes criticar novo texto da Previdência

Não caiu bem no mercado os disparos contra a reforma realizados pelo ministro da Economia

Painel de cotações indicando forte queda (Crédito: Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa fecha em queda nesta sexta-feira (14) pressionado pelas declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o Congresso fez um recuo que pode “abortar” a reforma da Previdência ao alterar pontos do texto no parecer da reforma. Lá fora, as bolsas fecharam entre perdas e ganhos, repercutindo as tensões geopolíticas entre Estados Unidos e Irã, que provocaram volatilidade no petróleo ao longo da semana. 

O principal índice da B3 caiu 0,74% a 98.040 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 16,714 bilhões. Na semana, o Ibovespa ficou praticamente estável, apresentando leve alta de 0,11%. 

Enquanto isso, o dólar comercial subiu 1,2% a R$ 3,8988 na compra e a R$ 3,8992 na venda. O dólar futuro com vencimento em julho tem alta de 1,3% a R$ 3,9035. 

PUBLICIDADE

Ontem, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) leu o relatório da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara. A economia prevista em dez anos é de R$ 913,4 milhões pelos próximos dez anos, montante inferior ao programado inicialmente pelo governo, de R$ 1,2 trilhão.  Para atingir o trilhão, contudo foi proposto um aumento da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos, de 15% para 20%, movimento que garantirá uma receita anual de R$ 5 bilhões. 

Outra fonte adicional de receita foram os repasses do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) do BNDES para a Previdência. A proposta manteve a idade mínima de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres, com tempo de contribuição de 20 anos e 15 anos, respectivamente, além uma transição mais suave para servidores públicos. Uma quarta regra de transição aos trabalhadores da iniciativa privada e servidores foi publicada. 

Guedes mostrou uma visão bem crítica ao texto. Segundo ele, “servidores do Legislativo forçaram o relator a abrir mão de R$ 30 bilhões para servidores que já são favorecidos no sistema normal”. “Como ia ficar feio, aí estenderam para o regime geral […] Isso custou R$ 100 bilhões”, disse.

“Botaram imposto para bancos, meteram a mão no PIS/Pasep”, continuou o ministro em fala para jornalistas no Rio de Janeiro. Segundo ele, as mudanças cortaram a economia prevista de R$ 1 trilhão para R$ 860 bilhões. “Não estão interessados na Nova Previdência, preferem continuar com a velha”, completou.

Em resposta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que o Congresso irá aprovar a reforma e que tem tentando blindar o parlamento das crises provocadas pelo governo. “Não vamos entrar nesta falsa crise”, afirmou Maia se dizendo triste por ver o ministro “fazer isso”.

“Essa não é a reforma de Bolsonaro, é a reforma do Brasil”, afirmou, garantindo que o projeto será aprovado “apesar do governo”. “Se dependesse do governo, teríamos 50 votos pela Previdência”, cutucou.

PUBLICIDADE

Já o presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse que “nenhuma trapalhada do governo impede nosso trabalho em torno da reforma”. “Investidores receberam bem a proposta, paciência que o Guedes não gostou”, disse ele.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 tem variação negativa três pontos-base a 6,01%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 recua 3 pontos, a 6,94%.

Os investidores também digeriram a greve geral contra a reforma da Previdência, além de tensões geopolíticas entre Estados Unidos e Irã. Vale destacar também que, na noite da véspera, o presidente demitiu o ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz. O substituto será o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, atual chefe do Comando Militar do Sudeste, com sede em São Paulo.

Esta é a primeira baixa de um militar integrante do governo. Segundo a Folha, um integrante do Planalto usou a expressão “freio de arrumação” para explicar a demissão. Já O Globo cita uma “falta de alinhamento político-ideológico” e embates com outros integrantes do próprio governo como motivação.

 

IBC-Br

Após recuar 0,30% em março (dado revisado), a economia brasileira teve nova baixa em abril deste ano. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 0,47% no quarto mês do ano ante março, queda maior que a projetada pela mediana das expectativas de economistas consultados pela Bloomberg.

O índice de atividade calculado pelo Banco Central passou de 136,55 pontos para 135,91 pontos na série dessazonalizada no período. Este é o menor patamar para o IBC-Br com ajuste desde maio do ano passado (133,25 pontos).

Greve

Sindicatos ligados à área de transportes públicos, como metroviários, ferroviários e rodoviários, a UGT, CUT, NCST, Força Sindical, dos trabalhadores em depósito de distribuição de bebidas, eletricitários, servidores municiais de São Paulo, bancários, padeiros, entre outros, entraram em greve contra a reforma da Previdência hoje.

No entanto, a análise que tem sido feita é de que o movimento não foi tão grande que possa desestabilizar o governo ou pressionar parlamentares a rejeitar a reforma. 

Reforçando a percepção mais favorável às mudanças no sistema, a pesquisa XP Ipespe mostrou que a maioria da população se diz favorável à reforma da Previdência apresentada pelo governo federal ao Congresso. 

Entre os respondentes, 52% disseram que concordam total ou parcialmente com a reforma, enquanto 42% se disseram contrários. O resultado representou uma virada em relação ao mês passado, quando 44% eram favoráveis e 51% contrários. 

Foram feitas 1.000 entrevistas telefônicas com eleitores de todas as regiões do País entre os dias 11 e 13 de junho. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Noticiário corporativo

Mesmo após a Centauro (CNTO3) elevar sua proposta de compra pela Netshoes de US$ 3,70 para US$ 4,10 por ação, a varejista decidiu, em reunião nesta manhã, aceitar a proposta feita pelo Magazine Luiza (MGLU3), que era de US$ 3,70 por ação.

Ocorreu hoje também o leilão de ações da Via Varejo (VVAR3) vendidas pela rede de varejo GPA para o empresário Michael Klein, movimentando cerca de R$ 2,3 bilhões. Com este valor, o leilão movimentou mais do que o esperado. Em comunicado anterior, era prevista a venda de 469,5 milhões de ações, representativas de 36,27% do capital total, ao valor de R$ 4,75 cada. Porém, segundo dados preliminares, foram cerca de 470 milhões ao preço de R$ 4,90.

A informou ontem à noite que concluiu a venda de 90% de sua participação na TAG para o grupo formado pela ENGIE e pelo fundo canadense CDPQ, com o recebimento de R$ 33,5 bilhões, dos quais aproximadamente R$ 2 bilhões foram destinados à liquidação da dívida transportadora de gás com o BNDES.

As maiores baixas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 B3SA3 B3 ON35,75-5,32+34,121,04B
 BTOW3 B2W DIGITAL ON31,15-3,53-25,8770,67M
 USIM5 USIMINAS PNA8,66-3,02-4,6086,02M
 CSAN3 COSAN ON47,28-2,72+44,3968,45M
 SBSP3 SABESP ON46,64-2,57+48,06143,25M

As maiores altas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 QUAL3 QUALICORP ON21,89+2,34+69,8264,62M
 BRFS3 BRF SA ON29,10+1,86+32,69362,95M
 MRVE3 MRV ON ED17,30+1,82+42,9855,98M
 SUZB3 SUZANO S.A. ON32,50+1,79-13,72237,72M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON10,37+1,57+10,5540,08M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Vol 30d1Neg 
 VVAR3 VIAVAREJO ON4,97-1,392,65B95,14M26.091 
 PETR4 PETROBRAS PN N227,06-0,441,15B1,33B33.282 
 VALE3 VALE ON51,40-0,871,04B1,10B33.386 
 B3SA3 B3 ON35,75-5,321,04B352,47M44.337 
 BBAS3 BRASIL ON EJ50,52-1,77659,93M528,36M26.749 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN33,99+0,03630,71M646,23M27.251 
 PETR3 PETROBRAS ON N230,19+0,94456,67M247,92M17.208 
 BBDC4 BRADESCO PN36,13-0,17454,93M614,84M23.288 
 BRFS3 BRF SA ON29,10+1,86362,95M258,74M26.152 
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON211,57+0,94311,84M205,27M6.873 

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
IBOVESPA

Geopolítica

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, que as ações dos Estados Unidos ameaçam a estabilidade do Oriente Médio. Os norte-americanos acusam Teerã de estar por trás do ataque que provocou incêndio em dois navios petroleiros no estreito de Ormuz, Golfo de Omã. 

Já o ministro de Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, acusou os Estados Unidos de “sabotarem a diplomacia” e encobrirem o “terrorismo econômico” contra o país.

As tensões impactam a cotação do petróleo. O barril do WTI fica estável a US$ 52,26. 

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!