Radar InfoMoney

HSBC eleva Petrobras; bancos, Usiminas e mais 11 notícias agitam o radar

Confira os principais destaques corporativos desta manhã; a matéria será atualizada até a abertura da Bovespa às 10h (horário de Brasília)

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O noticiário corporativo aparece movimentado nesta terça-feira (30) com Petrobras e seu novo plano de negócios, Usiminas, CSN, liberação dos EUA à importação da carne brasileira, entre outros. Confira abaixo os principais destaques desta manhã: 

Petrobras
Após apresentar seu Plano de Negócios para o período entre 2015 e 2019, a Petrobras (PETR3PETR4) realizou na segunda-feira uma coletiva para dar maiores detalhes sobre o plano divulgado. Logo no início da apresentação, a equipe da estatal afirmou que não há previsão de uma emissão de novas ações no período até 2019.

O presidente da companhia, Aldemir Bendine, disse ainda que “o plano superou as expectativas em relação ao dever de casa” e que a Petrobras está confortável com a sua necessidade de financiamento para os próximos anos. Sobre um possível reajuste, o presidente afirmou que não está previsto um aumento nos preços no curto prazo, apesar da defasagem dos valores no mercado doméstico.

Aprenda a investir na bolsa

Para conferir mais destaques sobre a coletiva, clique aqui.

Hoje, a companhia foi elevada de “reduzir” para manutenção pelo HSBC.

Bancos
A Caixa Econômica Federal fez duas novas rodadas de vendas de carteiras de crédito inadimplentes para fundos especializados nesses ativos em 2015 e prepara terreno para novas ofertas. Segundo o Valor, até agora, o banco vendeu R$ 1,1 bilhão em empréstimos “podres” para a Ativos, empresa de recuperação de crédito do Banco do Brasil (BBAS3), e outros R$ 2,7 bilhões para a Recovery, do BTG Pactual (BBTG11).

Itaú Unibanco
O Itaú Unibanco (ITUB4) recebe até hoje propostas de interessados em adquirir sua carteira de seguros de vida em grupo e o que sobrou da Garantec, operação de garantia estendida, conforme apurou o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado. A japonesa Tokio Marine já teria feito lance para ir para a próxima fase da disputa enquanto a nipônica Yasuda Marítima teria desistido de participar das negociações, segundo fontes com conhecimento no assunto. 

Além delas, teriam sido convidadas para avaliar o ativo a francesa Axa, a norte-americana MetLife e a suíça Zurich, sendo que outros players também poderiam fazer propostas. O apetite dessas companhias, porém, estaria menor que o da Tokio que, segundo fontes, é uma das favoritas a comprá-lo. Mas a Zurich, que já levou parte da Garantec, também deve fazer proposta, conforme as mesmas fontes. As seguradoras que passarem para a próxima etapa vão ter acesso a mais informações a partir de 06 de julho.

Usiminas
A Usiminas (USIM3USIM5) comunicou nesta segunda-feira (29) ao público em geral que a partir de 3 de julho, a sede de Belo Horizonte (MG), não funcionará às sextas-feiras com intuito de reduzir custos.

PUBLICIDADE

A medida vigorará pelos próximos três meses e pode ser prorrogada por igual período, visando adequar os custos de pessoal e a melhoria da competitividade da companhia no cenário atual do mercado, informou a companhia em fato relevante divulgado hoje.

CSN
O Ministério Público Federal pediu suspensão das operações da CSN (CSNA3) em Volta Redonda. Em comunicado, o MPF alegou que a empresa não possui licença de operação desde 2012 e não cumpre obrigações estipuladas em termo de ajustamento de conduta (TAC) feito com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

A ação pede também que a CSN seja condenada a pagar compensação por poluição e dano moral coletivo à população de Volta Redonda, no equivalente a dois por cento da receita. Propõe ainda que o governo do Estado do Rio de Janeiro e o Inea não expeçam licenças de operação enquanto a CSN não mostrar que se adaptou às regras fixadas para operar as fábricas na região.

Energias do Brasil 
A Energias do Brasil (ENBR3) acerta compra da APS por R$ 27,2 milhões. 

Frigoríficos
Os Estados Unidos deram nesta segunda-feira o primeiro passo para liberar a importação de carne bovina fresca ou congelada do Brasil após restrição que durava 15 anos, em medida que poderá, segundo o Ministério da Agricultura, movimentar a exportação de 40 mil toneladas anuais do produto.

Segundo o BTG Pactual, a notícia é positiva para todos os frigoríficos brasileiros, especialmente o Minerva (BEEF3). Para a equipe de análise do banco, a liberação dos EUA à importação poderá facilitar a entrada do produto em outros mercados rentáveis como Canadá, México, Japão e Coreia do Sul. 

Educacionais
O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação publicou nesta terça-feira portaria que prorroga para 20 de julho o prazo para a renovação semestral dos contratos de financiamento concedidos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) que venceria hoje.  

Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União, a renovação pode ser feita para contratos simplificados e não simplificados do primeiro semestre. O mesmo prazo vale para a realização de transferência integral de curso ou de instituição de ensino, de acordo com a portaria.

PUBLICIDADE

Construtoras
Hoje ocorre reunião de empresários do setor de construção civil que trarará dos pagamentos atrasados no programa “Minha Casa, Minha Vida”. No encontro organizado em Brasília pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a categoria deve se posicionar e tomar decisões com base em propostas discutidas na semana anterior entre a entidade e representantes do governo.

Ainda no setor, a agência de classificação de riscos Standard & Poor’s rebaixou o rating atribuído à Gafisa (GFSA3) de brBBB+ para brBBB, com perspectiva negativa. De acordo com a entidade, a deterioração do cenário macroeconômico nos últimos trimestres tem impactado diretamente a construção civil, o que deve continuar a pressionar os resultados da empresa.  

Forjas Taurus
Em fato relevante divulgado nesta segunda-feira (29), a Forjas Taurus (FJTA3) comunicou a renúncia do então diretor presidente, André Ricardo Balbi Cerviño e também do Diretor Vice-Presidente de vendas e marketing, Eduardo Ermida Moretti.

Os conselheiros designaram Marco Aurélio Salvany para o cargo de diretor presidente e Thiago Piovesan para vice-presidente administrativo e financeiro e diretor de relação com investidores.

Trisul
A Trisul (TRIS3) anunciou hoje o lançamento do empreendimento que custará um total de R$ 36 milhões. O projeto Allegro Cotia com apartamentos de 2 dormitórios e terá, ao todo, 220 unidades de padrão econômico com área de 45 metros quadrados.

Even
A Even (EVEN3) divulgou nesta segunda-feira comunicado onde afirma que a Nova Milano Investimentos alcançou participação superior a 10% do capital social total e votante da companhia.

Energisa 
A Energisa informou que a Gipar ficou com 74,95% do capital votante.

Ex-OGX
A OGPar (OGXP3), antiga OGX, disse que segue em negociação com credores sobre atividades de Tubarão Azul. A companhia pretende concluir as negociações até o prazo fixado pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), de 31 de julho. 

PUBLICIDADE