Houthis dizem que terão como alvo navios dos EUA

"Os Estados Unidos estão à beira de perder sua segurança marítima", disse Nasruldeen Amer, porta-voz dos houthis, à Al Jazeera

Reuters

Combatentes houthis e apoiadores seguram suas armas durante protesto contra recentes ataques liderados pelos EUA (REUTERS/Khaled Abdullah)

Publicidade

CAIRO (Reuters) – O movimento Houthi do Iêmen expandirá seus alvos para incluir navios norte-americanos, disse um representante do grupo aliado do Irã nesta segunda-feira.

“O navio não precisa necessariamente estar indo para Israel para que o tenhamos como alvo; basta que seja americano”, disse Nasruldeen Amer, porta-voz dos houthis, à Al Jazeera.

“Os Estados Unidos estão à beira de perder sua segurança marítima.”

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Amer também disse que os navios britânicos e norte-americanos se tornaram “alvos legítimos” devido aos ataques lançados pelos dois países no Iêmen na semana passada.

Os ataques a navios desde outubro pelos houthis, que dizem estar agindo em solidariedade aos palestinos, atrapalharam o comércio e alarmaram as principais potências em uma escalada regional da guerra de mais de três meses de Israel contra os militantes do Hamas em Gaza.

No último ataque aparente, um graneleiro de propriedade dos EUA teria sido atingido por um míssil perto do porto de Aden, no Iêmen, causando um incêndio em um porão, mas sem feridos a bordo, de acordo com a empresa britânica de segurança marítima Ambrey.