Grupo Pão de Açúcar confirma compra da Casas Bahia por meio da Globex

Incorporação será através de troca de ativos; Casas Bahia será titular de 47,8% das ações ordinárias da nova empresa

Equipe InfoMoney

Publicidade

SÃO PAULO – O grupo Pão de Açúcar (PCAR5) anunciou nesta manhã de sexta-feira (4) a aquisição, por meio de sua controlada Globex, da varejista Casas Bahia por meio de trocas de ativos.

No primeiro momento, o Pão de Açúcar transferirá para a Globex todos os estabelecimentos de varejo de bens duráveis (Lojas Extra-Eletro), operação que movimentará R$ 120 milhões.

Após isto, a Casas Bahia constituirá uma nova sociedade denominada Nova Casa Bahia, com a transferência de toda estrutura operacional atual, além de incorporar dívidas de R$ 950 milhões e uma parcela da carteira de crédito de R$ 1,06 bilhão.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Após a conclusão da transferência dos ativos e passivos, as partes farão com que a totalidade do capital social da Nova Casa Bahia seja transferida para a Globex, por meio de incorporação das ações de emissão da Nova Casa Bahia, ou outra estrutura que as partes entenderem ser mais eficiente.

Ainda na BM&F Bovespa

Deste modo, a Globex permanecerá como companhia aberta, com seus valores mobiliários negociados em bolsa. Concluído o processo de transferência, será realizada uma OPA (Oferta Pública de Ações) dos ativos da Nova Casa Bahia pela Mandala, subsidiária do grupo Pão de Açúcar.

Conforme adesão dos minoritários à OPA, a cada lote de 100 ações de Globex que Mandala adquirir, a Casa Bahia converterá 105 ações preferenciais em ações ordinárias de emissão da Globex. Caso após liquidação da OPA restem ações preferenciais não convertidas, a Globex deverá resgatá-las ao mesmo preço de emissão.

Continua depois da publicidade

O Pão de Açúcar terá uma participação majoritária no capital votante e total de Globex, enquanto a Casa Bahia será titular de 47,8% das ações ordinárias e 2,2% das ações preferenciais, as quais serão conversíveis em ações ordinárias ou resgatáveis.

Benefícios

“A Associação tem por finalidade a consolidação, em uma ou mais sociedades, dos negócios de comércio eletrônico de bens duráveis” As empresas esperam fechar o acordo no prazo de até 120 dias contados, sendo que a integração dos negócios de varejo e a integração dos negócios de comércio eletrônico serão realizadas simultaneamente.

A fusão entre as companhias permitirá a captura de sinergias, “traduzidos em um maior sortimento de produtos, melhor atendimento e acesso facilitado ao crédito”.

Com a associação, Globex e Casa Bahia contarão com um total de 1.015 lojas em 18 estados brasileiros e Distrito Federal, 68 mil colaboradores e um faturamento bruto de aproximadamente R$18,5 bilhões.

Vale lembrar que o acordo está condicionado à aprovação dos acionistas do Pão de Açúcar por uma Assembleia Geral, que deverá ser convocada para o dia 11 de janeiro de 2010. Além disso, a associação será submetida à aprovação das autoridades do sistema brasileiro da concorrência.

Atualizada às 11h02