Bolsa

Grupamento da BR Pharma, Petrobras e mais 4 notícias agitam o after-market

Veja o que de mais importante aconteceu após o fechamento do pregão da Bovespa

SÃO PAULO – A Bovespa fecha as suas negociações às 17h15 (horário de Brasilia), mas as noticias não param de correr no noticiário corporativo. Os investidores devem ficar ligados porque teve noticia sobre a Petrobras (PETR3; PETR4) e prévia de vendas da BR Malls. 

Veja os cinco eventos que agitaram o after-market desta segunda-feira (26):

1. Prévia de vendas da BR Malls
As vendas totais da BR Malls (BRML3) cresceram 1,8% no terceiro trimestre de 2015, na comparação anual, chegando a R$ 5,1 bilhoes. Já as vendas em mesmas lojas cresceram 2,3% em relação ao terceiro trimestre de 2014. A companhia atribuiu o resultado à deterioração do quadro macroeconômico. Entre outros numeros relevantes, a taxa de ocuação foi de 96,8% e os aluguéis em mesmas lojas cresceram 7,4%, 0,4 ponto percentual acima do patamar apresentado no segundo trimestre de 2015.  

PUBLICIDADE

2. JB Duarte
Em comunicado ao mercado, a Contibrasil anunciou ter adquirido 8.151 ações ordinárias das indústrias JB Duarte (JBDU4) – JBDU3, equivalentes a 4,38% da totalidade das ações ordinárias e, 17.124 ações preferenciais – JBDU4, equivalentes a 4,60% da totalidade das ações preferenciais.

3. Grupamento da Brasil Pharma
A Brasil Pharma (BPHA3) anunciou que foi aprovada a proposta de grupamento de 50 ações para uma. Assim, as 363 milhões de ações da companhia passarão a ser 7,261 milhões. Já o preço dos papéis da companhia irá sair de R$ 0,61 para R$ 30,50. Os papéis ficarão “ex-grupamento” no dia 26 de novembro. 

4. São Carlos
A São Carlos Empreendimentos e Participações (SCAR3) vendeu R$ 265 milhões da sua participação na SC São Paulo CE Aço Empreendimentos e Participações. “A efetivação da compra e venda conforme previsto no Compromisso está sujeita, entre outras condições usuais em negócios dessa natureza, à aprovação das autoridades concorrenciais e à verificação de condições precedentes pelas partes”, diz o comunicado da empresa.

5. Petrobras 
De acordo com informações da Bloomberg, o sindicato dos trabalhadores da Petrobras pediu à Justiça que bloqueie o acordo da Gaspetro. Nos útimos dias, o conselho de administração da estatal aprovou a venda de 49% da Gaspetro para a Mitsui Gás e Energia do Brasil.  

6. JSL
A JSL (JSLG3) antecipou a divulgação de sua receita bruta e apresentou os dados preliminares e não auditados da sua receita bruta referentes ao terceiro trimestre de 2015. A receita bruta cresceu 11,8% na comparação anual, a R$ 1,22 bilhão. Já a receita bruta de serviços subiu 12% em relação ao terceiro trimestre de 2014. Dentro da prévia, a companhia destacou a resiliência do modelo de negócios, mais uma vez, ratificada pela entrega do crescimento e manutenção do guidance, apesar do ambiente econômico recessivo.

Dilma completa 1 ano de mandato: como foi o desempenho de Bolsa dólar e mais 36 ativos? Deixe o email abaixo e confira:

PUBLICIDADE