GPA (PCAR3) revisa plano de expansão, Justiça prorroga blindagem de RJ da Oi (OIBR3) e mais notícias

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (12)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (12) traz a revisão do plano de abertura de novas lojas do GPA (PCAR3). Além disso, o Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro prorrogou por mais 90 dias o período de blindagem do processo de recuperação judicial da Oi (OIBR3).

A Hapvida (HAPV3), por sua vez, informou a renúncia de Geraldo Luciano Mattos Junior ao cargo de membro do conselho de administração. A CCR (CCRO3) comunicou que a BH Airport receberá do governo federal R$ 28 milhões devido aos prejuízos causados pela pandemia de Covid.

Enquanto isso, Bradesco (BBDC4) aprovou pagamento de JCP no valor de R$ 6,998 bilhões. Já a Neoenergia (NEOE3) aprovou distribuição de JCP no valor de R$ 504,9 milhões.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Confira mais destaques:

GPA (PCAR3)

O GPA (PCAR3) revisou seu plano de expansão e alterou suas projeções referentes ao período no qual pretende implementar seu plano de abertura de novas lojas.

O plano de expansão divulgado em setembro previa a inauguração de 300 novas lojas no período entre 2022 e 2024. Dessas 300 lojas, 121 já foram abertas até setembro de 2023 e 11 estão previstas para serem inauguradas no quarto trimestre de 2023, totalizando 132 novas lojas (99 de proximidade e 33 supermercados).

Continua depois da publicidade

O GPA decidiu rever o prazo final desse plano de 2024 para 2026, devido a considerações sobre a otimização do nível de investimentos da Companhia, objetivando o melhor retorno possível para o acionista, dadas as condições de mercado mais recentes. Assim, o varejista deve ter as 168 lojas remanescentes sendo inauguradas entre janeiro de 2024 e dezembro de 2026, sendo 151 de proximidade e 17 supermercados.

“Ressalta-se que as projeções e estimativas apresentadas refletem o atual plano estratégico e financeiro da companhia e podem ser alteradas por eventuais mudanças nesses planos, inclusive ocasionadas por impactos decorrentes de fatores macroeconômicos e políticos internos ou externos”, diz comunicado.

Oi (OIBR3)

A Oi (OIBR3) informou que o Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro deferiu a prorrogação do stay period, pelo prazo de 90 dias.

Esse stay period trata-se de uma proteção ao processo de recuperação judicial do grupo de telecomunicações. Decisão semelhante já havia sido concedida em 13 de setembro, quando a juíza Caroline Rossy Brandão Fonseca, havia prorrogado essa proteção.

De acordo com a Oi, na época, a decisão havia atendido em parte o pedido formulado pelo Grupo Oi, que requereu a prorrogação do stay period por 180 dias, com a justificativa da magnitude e complexidade da sua recuperação judicial. O grupo alega que a realização de eventual Assembleia Geral de Credores exige grande planejamento de infraestrutura e logística por parte das recuperandas.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida (HAPV3) informou a renúncia de Geraldo Luciano Mattos Junior ao cargo de membro do conselho de administração e demais comitês de que faz parte, com efeito imediato.

Para seu lugar, foi eleito pelo conselho de administração, com efeito a partir de 01 de janeiro de 2024, Mauricio Fernandes Teixeira. Mauricio, também nesta data, apresentou carta de renúncia ao seu atual cargo de Diretor-Vice-Presidente Financeiro e de Relações com Investidores, com efeito a partir de 31 de dezembro de 2023.

Dessa forma, o Mauricio deixa a diretoria e passa a contribuir na companhia como membro do conselho de administração e do comitê de finanças, mercado de capitais e M&A (comitê de finanças), a ser ratificado na assembleia geral de acionistas de 2024.

Adicionalmente, os membros do conselho de administração indicaram o Luccas Augusto Adib, atual Diretor de Mercado de Capitais, para assumir interinamente o cargo de Diretor Vice-Presidente Financeiro e de Relações com Investidores, com efeito a partir do dia 01 de janeiro de 2024.

Mauricio, enquanto membro do conselho de administração e do comitê de finanças, apoiará Luccas na transição de funções.

CCR (CCRO3)

A CCR divulgou na noite desta segunda-feira, 11, que a BH Airport receberá do governo federal R$ 28 milhões devido aos prejuízos causados pela pandemia de Covid.

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Confins, é controlada indireta da CCR.

De acordo com a companhia, o objetivo é recompor o equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão do aeroporto.

Bemobi (BMOB3)

A Bemobi (BMOB3) aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio aos acionistas, no valor de R$ 45 milhões, correspondente ao valor bruto de R$ 0,52193343 por ação.

Farão jus ao pagamento de juros sobre o capital próprio os acionistas da Companhia no fechamento do pregão de 18 de dezembro de 2023.

As ações serão negociadas na condição “ex-juros sobre o capital próprio” a partir de 19 de dezembro de 2023.

O pagamento de juros sobre o capital próprio aos acionistas ocorrerá em 02 de maio de 2024.

Kepler Weber

O Morgan Stanley informou um aumento de participação acima de 5% do total de ações da Kepler Weber.

Banco Bradesco (BBDC4)

O Conselho de Administração Banco Bradesco (BBDC4) aprovou nesta segunda-feira (11) o pagamento de juros
sobre o capital próprio (JCP) intermediários, no valor de R$ 2 bilhões, sendo R$ 0,178997238 por ação ordinária e R$ 0,196896962 por ação preferencial.

Os proventos serão pagos no dia 2 de janeiro do próximo ano.

O banco também aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio complementares, no valor de R$ 4,998 bilhões, sendo R$ 0,447314097 por ação ordinária e R$ 0,492045507 por ação preferencial.

A distribuição será realizada em 28 de junho de 2024.

Farão jus aos proventos os acionistas que estiverem inscritos nos registros da sociedade em 21 de dezembro de 2023.

Sanepar (SAPR11)

O Conselho Diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar), em sua Reunião Extraordinária nº 031/2023, deliberou sobre o requerimento da Sanepar para comprovação da capacidade econômico-financeira.

Assim, em atendimento à Lei nº 14.026/2020 e ao Decreto Federal nº 11.598/2023, decidiu por atestar, em primeira e segunda etapas, a Capacidade Econômico-Financeira da Sanepar para atender as metas legais nos 345 municípios atendidos pela Companhia e recomendar, a título de sugestão de melhoria, alteração de pontos indicados no processo.

Neoenergia (NEOE3)

O Conselho de Administração da Neoenergia (NEOE3) aprovou nesta segunda-feira (11) a deliberação de Juros sobre Capital Próprio (JCP), com base nos resultados do segundo semestre de 2023, apurados até 31 de dezembro de 2023, no valor de R$ 504,9 milhões, correspondentes a R$ 0,4164934687 por ação ordinária.

O pagamento será realizado em dezembro de 2024 sem atualização monetária, com base na posição acionária de 04 de janeiro de 2024.

A partir de 05 de janeiro de 2024, as ações passarão a ser negociadas ex-direito.

Fleury (FLRY3)

O Conselho de Administração da Fleury (FLRY3) aprovou nesta segunda-feira (11) o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) aos acionistas, no valor de R$ 144,8 milhões, correspondente ao valor bruto de R$ 0,26557982563 por ação, excluídas as ações em tesouraria.

Farão jus ao pagamento de juros sobre o capital próprio os acionistas da companhia no fechamento do pregão de 15 de dezembro de 2023.

As ações serão negociadas na condição “ex-juros sobre o capital próprio” a partir de 18 de dezembro de 2023.

O pagamento de juros sobre o capital próprio aos acionistas ocorrerá em 28 de dezembro de 2023.

Ferbasa (FESA4)

A Ferbasa (FESA4) anunciou que realizará o pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor global de R$ 69,8 milhões no dia 27 de dezembro de 2023

Os valores brutos totais a serem creditados e pagos a título de Juros sobre Capital Próprio serão, respectivamente, de R$ 0,76953631751 para cada ação ordinária e de R$ 0,84648994926 para cada ação preferencial.

Os pagamentos serão imputados ao dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social de 2023, e os créditos individualizados terão como base as posições acionárias existentes no fechamento do pregão da Bolsa de Valores de São Paulo, do dia 18 de dezembro.

As ações da Companhia serão negociadas “ex-direitos” no dia 19 de dezembro.

Blau (BLAU3)

A Blau (BLAU3) aprovou a distribuição de dividendos complementares adicionais aos acionistas da companhia, no montante de R$ 9,3 milhões, correspondente a R$ 0,052437 por ação ordinária.

Os dividendos serão pagos aos acionistas da Companhia em parcela única, em 22 de dezembro de 2023.

Fazem jus ao recebimento dos dividendos os acionistas inscritos na instituição depositária da companhia em 19 de abril de 2023, respeitadas as negociações realizadas até essa data, inclusive, sendo que, desde 20 de abril de 2023, as ações passaram a ser negociadas ex-dividendos.

Indústrias Romi (ROMI3)

O Conselho de Administração aprovou distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) para os acionistas da companhia no valor de R$ 17,1 milhões, equivalentes a R$ 0,193 por ação.

O pagamento será realizado no dia 27 de dezembro, com base na posição acionária de 18 de dezembro de 2023.

Não incidirá qualquer atualização monetária no período compreendido entre esta data e a data do pagamento.

A partir de 19 de dezembro, as ações da Romi serão negociadas “ex-juros”.

Eucatex (EUCA3)

A Eucatex (EUCA3) informou que os juros sobre capital próprio deliberados em Reunião do Conselho de Administração realizada no dia 23 de dezembro de 2022 e (ii) os dividendos correspondentes à reversão da reserva especial constituída pela Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária realizada no dia 23 de maio de 2022 (AGOE 2022) serão pagos pela companhia no dia 27 de dezembro de 2023.

Terão direito ao recebimento dos JCP todos os acionistas titulares de ações na data base de 2 de janeiro 2023 no valor de R$ 0,71827883 por ação ordinária e no valor de R$ 0,79015726 por ação preferencial.

Por sua vez, todos os acionistas titulares de ações na data base de 15 de dezembro de 2023 terão direito aos dividendos decorrentes da reversão da reserva especial constituída pela AGOE 2022, no valor de R$ 0,590925 por ação ordinária e no valor de R$ 0,650018 por ação preferencial.

Vittia (VITT3)

A Vittia (VITT3) comunicou que, foi retificado o valor bruto da distribuição de JCP de R$ 0,27492949 para R$ 0,27468090 por ação, com base na aplicação da Taxa de Juros de Longo Prazo – TJLP pro rata dia, calculada sobre o Patrimônio Líquido da Companhia referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2022.