Goldman Sachs é alvo de ação na Justiça dos EUA, por pagamento de bônus

Investidor institucional entre com ação contra banco afirmando que compensação oferecida a executivos é exagerada

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – O banco de investimentos Goldman Sachs está sendo processado nos EUA em decorrência da sua política de remuneração, que inclui bônus elevados para diversos executivos. Segundo o pedido do fundo de previdência dos profissionais de polícia, segurança e bombeiros dos EUA, o banco está pagando “por um desempenho corporativo que não tem relação com as qualificações dos funcionários da empresa.”

O investidor institucional, deste modo, alega que a Goldman Sachs está pagando bônus não apropriados. Segundo dados que constam na própria ação, protocolada na Justiça de Nova York, o banco estaria realizando pagamentos superiores a US$ 22 bilhões a seus funcionários.

O objetivo da ação na Justiça é recuperar bilhões em compensação considerada indevida que já foi ou será paga pela Goldman Sachs.

Críticas

O banco norte-americano tem sido alvo de diversas críticas por anunciar bônus milionários a seus principais executivos, após ter obtido recursos do governo dos EUA no auge da crise em 2008, dentro do programa TARP.

Vale destacar que a instituição já pagou seus débitos junto ao TARP, no valor de US$ 10 bilhões. 

Compartilhe