Gol: empréstimo de US$ 1 bi é aprovado em plano de recuperação; ação tem leve alta

O juiz do Tribunal de Falências dos EUA Martin Glenn aprovou o empréstimo na audiência em Manhattan, dizendo estar satisfeito em ver um acordo. “É bom quando mais pessoas querem investir”, afirmou

Equipe InfoMoney

Publicidade

NOVA YORK (Reuters) – A Gol (GOLL4) recebeu nesta quarta-feira (28) aprovação de um tribunal dos Estados Unidos para um empréstimo de US$ 1 bilhão, depois de sanar preocupações de um grupo de credores que temiam ser preteridos na operação. Em um dia de queda de mais de 1% para o Ibovespa, as ações fecharam com leve alta de 0,77%, a R$ 2,63.

A Gol já aguardava autorização para um empréstimo de US$ 950 milhões na modalidade “debtor in possession” (DIP) no âmbito do seu plano de recuperação judicial nos EUA, mas permitiu que credores que contestavam o DIP contribuíssem com US$ 50 milhões adicionais no novo financiamento e recebessem juros sobre a nova dívida, disse o advogado da Gol, Justin Cunningham, em uma audiência em Manhattan.

O juiz do Tribunal de Falências dos EUA Martin Glenn aprovou o empréstimo na audiência em Manhattan, dizendo estar satisfeito em ver um acordo. “É bom quando mais pessoas querem investir”, afirmou.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Gol entrou com processo de recuperação judicial nos EUA em 25 de janeiro, pressionada por dívidas elevadas ainda sob os impactos da pandemia, além de atrasos em entregas de aeronaves Boeing 737 Max para atender a um aumento na demanda.

Glenn já havia aprovado uma primeira trance do pacote de financiamento da empresa, permitindo à Gol tomar emprestado até US$ 350 milhões em uma audiência em janeiro.

(com Reuters)