Penny stocks

Fugindo da Bolsa: veja as 9 “penny stocks” que anunciaram grupamento

Novo capítulo da caçada às ações que valem centavos têm o anúncio de grupamentos para aumentar os valores dos papéis

SÃO PAULO – Na mira da BM&FBovespa desde agosto, empresas cujas ações são “penny stocks” – ações que valem menos de R$ 1,00 – se movimentam para se adequar à nova regra da Bolsa, que diz que os papéis não podem mais valer centavos. A maneira de fazer isso acaba sendo agrupar ações, para reduzir o número de papéis em circulação e, com isso, fazer o papel se valorizar. 

A operação de grupamento é relativamente simples: a empresa reduz a quantidade de ações no mercado e aumenta o valor de face da ação na mesma proporção. Assim, ela continua com o mesmo valor de mercado, mas agora com uma menor quantidade de ações em circulação. Exemplo: se uma empresa cuja ação está codada a R$ 0,05 realizar um grupamento na razão de 100 para 1, esses papéis passarão a valer R$ 5,00. Importante lembrar que todo grupamento precisa ser aprovado em uma assembleia com os acionistas.

E qual o grande problema de um grupamento? Ora, se a empresa continua com fundamentos ruins – o que inclusive justifica a ação valer poucos centavos – e a ação fica “mais cara”, essa operação só abre espaço para que ela caia ainda mais. Na prática: pega-se uma empresa que está no fundo do poço e ao invés de puxá-la para cima, você aumenta a profundidade deste fundo.

PUBLICIDADE

Os casos reais em que isso aconteceu são diversos e podem ser vistos aqui

Confira nove empresas que já anunciaram grupamentos para se adequar às regras da Bolsa:

EmpresaTickerRazão do grupamentoValor da açãoValor após grupamento
AtomparATOM3Não divulgadaR$ 0,52
BattistellaBTTL4 De 25 para 1 R$ 0,55R$ 13,75 
Contax CTAX4 Não divulgadaR$ 0,32
GPCGPCP3 Não divulgadaR$ 4,70*  –
Inepar INEP4Não divulgada R$ 0,14
Minupar MNPR3

 De 50 para 1

R$ 0,06R$ 3,00
Nordon MetNORD3Não divulgada 
RJCP RJCP3De 3.126 para 1 R$ 0,01R$ 31,26
Tec Blumenau TENE7 De 10 para 1R$ 0,71R$ 7,10

*Ação é negociada em lotes de mil

Relembre a nova regra da Bovespa para penny stocks
Após serem notificadas pela Bovespa por estarem operando há 30 pregões consecutivos com um valor menor do que R$ 1,00 para as suas ações, as empresas precisam informar essa “intimação” ao mercado via fato relevante e têm até 15 dias para divulgar o que será feito – e quando fará – para sanar o descumprimento. Além disso, a partir da notificação, a companhia tem seis meses ou até a assembleia geral ordinária das demonstrações financeiras de 2015 para se adequar às novas regras. Se não o fizer, suas ações terão a negociação suspensa pela Bolsa e, se 30 dias depois desta suspensão a companhia ainda não conseguir deixar de ser uma “penny stock”, a BM&FBovespa determinará a exclusão do papel.

É hora ou não é de comprar ações da Petrobras? Veja essa análise especial antes de decidir:

PUBLICIDADE

 

Leia também:

Você investe pelo banco? Curso gratuito mostra como até dobrar o retorno de suas aplicações