FII HGLG11 faz proposta para comprar todos os imóveis do também fundo de logística GTLG11

O valor da proposta ainda não foi divulgado, mas patrimônio líquido do GTLG11 está avaliado em R$ 670 milhões

Wellington Carvalho

Publicidade

Maior FII de logística em número de cotistas – 339 mil –, o CSHG Logística (HGLG11) formalizou proposta para a compra de praticamente todo o portfólio do também fundo imobiliário GTIS Brazil Logistics (GTLG11).

A oferta foi confirmada pelos dois fundos em fatos relevantes divulgados na noite desta sexta-feira (24). As carteiras, porém, não divulgaram o valor da proposta.

De acordo com o comunicado do (HGLG11), a oferta abrange os imóveis do (GTLG11) e todas as ações de emissão da CLERC Energia Empreendimentos S.A.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Atualmente, o portfólio do GTIS Brazil Logistics é composto por quatro imóveis, localizados nas cidades de Embu das Artes, Barueri e Cajamar, todas em São Paulo.

Segundo o último relatório gerencial, o patrimônio líquido do (GTLG11) é atualmente de R$ 670 milhões, considerando principalmente o valor dos imóveis (R$ 1,356 bilhão) e dívidas relacionadas à aquisição dos espaços (R$ 725 milhões), como sinaliza a tabela:

Fonte: FII GTLG11

Os imóveis somam cerca de 335 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL) e três deles estão 100% ocupados, de acordo com o último relatório gerencial do GTIS Brazil Logistics.

Continua depois da publicidade

Ainda segundo o documento, 75% dos inquilinos estão ligados ao segmento de e-commerce e19% ao setor logístico.

O HGLG11 lembra que a operação está condicionada à aprovação da proposta nos órgãos deliberativos do GTLG11, além de demais condições precedentes usuais para esse tipo de transação.

Já o GTIS Brazil Logistics promete convocar nos próximos dias reunião do Conselho Diretivo do fundo para discutir a oferta para a venda do portfólio da carteira.

Leia também:

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.