Famoso hedge fund de criptomoedas perdeu 91,4% no ano passado, revela carta a investidores

O desempenho do fundo foi severamente afetado pela exposição direta à agora falida exchange cripto FTX

CoinDesk

Publicidade

O hedge fund cripto da Multicoin Capital perdeu 91,4% em 2022, de acordo com uma cópia da carta anual aos investidores da empresa obtida pelo CoinDesk.

O documento atribuiu o declínio do ano passado a um 2022 turbulento para as criptomoedas, bem como ao impacto direto e indireto do colapso da exchange cripto FTX.

“Embora o fundo tenha evitado com sucesso as implosões catastróficas da LUNA e do Three Arrows Capital (3AC) no início do ano, não evitamos as revelações explosivas da FTX nem o contágio subsequente que se espalhou pelo mercado”, disse a carta.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Depois de um ano notável em 2021, nosso desempenho em 2022 foi o pior desde o início (do fundo).”

Em outra carta enviada aos investidores em novembro do ano passado, a Multicoin detalhou a condição financeira de seu fundo de hedge, revelando que o produto financeiro tinha 10% de seus ativos presos na FTX, bem como uma exposição significativa em FTX Token (FTT), Solana (SOL) e Serum (SRM), todos ativos digitais que sofreram fortes quedas no final de 2022.

A Multicoin Capital, liderada pelo sócio Kyle Samani, lançou sua estratégia de hedge funds em outubro de 2017, baseada no investimento em tokens. A empresa também opera três fundos de capital de risco e investiu na agora falida exchange FTX.

Continua depois da publicidade

Apesar da queda substancial, o fundo de hedge da Multicoin obteve 1.376% de retorno desde o seu início até 2022. À medida que o mercado cripto mais amplo se recuperou das baixas do ano passado, a Multicoin informou que o fundo ganhou 100,9% em janeiro de 2023, elevando o retorno do fundo para 2.866%.

As perdas da Multicoin em 2022 decorrem dos ativos presos na FTX e participações em tokens diretamente afetados pela corretora falida, incluindo o FTT. De acordo com a carta, em novembro de 2022 a empresa rapidamente criou uma divisão do fundo principal para ativos afetados pela FTX. Isso incluiu criptoativos presos na exchange, que agora estão confinados em processos de falência. A divisão também incluía ativos da Multicoin retirados da FTX pouco antes do colapso, que a carta diz que podem estar sujeitos a recuperação por parte do espólio da FTX.

O documento também detalha que a Multicoin tomou novas medidas para “mitigar os riscos de contraparte”. A empresa manterá apenas 48 horas de negociação de ativos em uma exchange de cada vez e terá práticas ajustadas de gestão de garantias para reduzir a quantidade de garantias mantidas em corretoras para posições de derivativos. Além disso, está integrando custodiantes adicionais para diversificar o risco de custódia.

A Multcoin diz que “permanece firme” em sua estratégia de longo prazo. Um porta-voz do fundo foi procurado pela reportagem do CoinDesk, mas se recusou a comentar.

CoinDesk

CoinDesk é a plataforma de conteúdos e informações sobre criptomoedas mais influente do mundo, e agora parceira exclusiva do InfoMoney no Brasil: twitter.com/CoinDeskBrasil