Fake news?

Facebook vai começar a checar informações de vídeos, fotos e até memes

Até então, esse "fact-check" se limitava somente a links e artigos publicados.

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Facebook anunciou nesta quinta-feira (13) que começará a checar fotos e vídeos publicados na rede social para identificar possíveis notícias falsas. Até então, esse “fact-checking” se limitava somente a links e artigos publicados.

“Nós construímos um modelo de machine learning que usa vários sinais de engajamento, incluindo feedback de pessoas no Facebook, para identificar conteúdo potencialmente falso”, escreveu a plataforma no anúncio oficial do novo recurso. Isso significa que as imagens serão verificadas da mesma maneira que são os artigos e links.

A partir desse algoritmo e sistema do Facebook que identifica as notícias que possam ser falsas, o conteúdo é encaminhado para agências de notícias parceiras checarem as informações. No Brasil, são parceiras do Facebook a agência Lupa e Aos Fatos.

Elas, então, são classificadas em três categorias: “Manipulada ou Fabricada”, quando a foto ou vídeo foram intencionalmente editadas ou montadas para modificar o conteúdo original; “Fora de contexto”, quando as imagens são verdadeiras, mas retratam o conteúdo ou significado de forma errada; e “Reivindicação de áudio ou texto”, quando a legenda de uma foto ou áudio de vídeo tem informações falsas.

“Entendemos que fotos e vídeos são mais apelativos para serem compartilhados, pois são elementos visuais. Isso cria a oportunidade de manipulação para pessoas mal intencionadas”, escreveu a rede social.

O Facebook não chegou a confirmar tal informação, mas, normalmente, quando são identificados fotos ou vídeos falsos, eles não são excluídos completamente da rede social: têm somente seu alcance reduzido.

Fuja da poupança, o pior investimento do mercado. Abra sua conta na XP Investimentos.