Radar InfoMoney

Eneva (ENEV3) capta R$ 4,2 bi em oferta de ações, Braskem (BRKM5) fará resgate de notes e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (27)

Por  Felipe Moreira -

O noticiário corporativo desta segunda-feira (27) destaca o anúncio de resgate de notes de subsidiárias da Braskem (BRKM5).

Já a Eneva (ENEV3) levantou cerca de R$ 4,2 bilhões com sua oferta restrita de ações.

O Conselho da Petrobras, por sua vez, deve eleger hoje Caio Paes de Andrade como presidente da companhia.

Confira mais destaques:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR3;PETR4) informou na sexta-feira, em fato relevante, que o nome de Caio Paes de Andrade, indicado pelo governo para a presidência da estatal e o quinto executivo no comando da estatal do governo de Jair Bolsonaro, foi aprovado sem vedações pelo Comitê de Elegibilidade (Celeg) da empresa. A decisão não foi unânime, mas venceu a maioria.

Segundo o comunicado, Paes de Andrade foi indicado aos cargos de conselheiro de administração e presidente da Petrobras, o que precisa ser respaldado pelo conselho de administração da empresa, que se reúne nesta segunda-feira.

Braskem (BRKM5)

A Braskem (BRKM5) comunicou o resgate de notes no exterior por meio de duas subsidiárias.

A Braskem Finance Limited, nos EUA, realizará o resgate parcial para os detentores de notas com bônus de 6,450%, com vencimento em 2024. A data do resgate será em 30 de junho.

Na Holanda, a petroquímica promoverá o resgate total, por meio da Braskem Netherlands Finance, aos detentores das notes com bônus de 3,500%, com vencimento em 2023. O resgate também será em 30 de junho.

Eneva (ENEV3)

A Eneva (ENEV3) informou que sua oferta restrita de ações saiu a R$ 14,00 por ação e a operação somou R$ 4,2 bilhões.

A companhia havia anunciado a oferta, indicando que utilizaria os recursos para financiar as aquisições da Celsepar e Cebarra.

A Eneva vendeu 300 milhões de novas ações com um desconto de 2,5% sobre o preço de fechamento de sexta-feira, de 14,36 reais, segundo fato relevante.

BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA, Bradesco BBI, Citi, JPMorgan, UBS e Santander coordenaram a oferta.

O negócio ocorre menos de um mês depois de a Eneva anunciar um acordo para a compra da Celse, uma das maiores usinas termelétricas a gás em operação na América Latina, por R$ 6,1 bilhões.

Banco do Brasil (BBAS3)

O BB (BBAS3) assinou acordo com BB Mafre para constituição de sociedade para condução da plataforma digital Broto.

A plataforma Broto atua na cadeia produtiva do agronegócio, sendo, atualmente, desenvolvida pela Brasilseg Companhia de Seguros, uma subsidiária integral da BB MAPFRE.

O capital social da Broto será representado por ações ordinárias detidas pelo BB Mafre e preferenciais detidas pelo Banco do Brasil.

Copasa (CSMG3)

e o Conselho de Administração da Companhia deliberou pela destituição do Diretor-Presidente, Carlos Eduardo
Tavares de Castro e pela eleição do Guilherme Augusto Duarte de Faria para o cargo.

GPS (GGPS3)

O Grupo GPS informou que foi concluída a aquisição, pela GPS Tec Sistemas Eletrônicos de Segurança, controlada da Companhia, de 55%  das quotas de emissão das sociedades Evertical.

Ânima (ANIM3)

A Moody’s Local BR Agência de Classificação de Risco atribuiu pela primeira vez o Rating Corporativo (CFR) ‘AA.br’ à Ânima Holding, com perspectiva estável.

Getninja (NINJ3)

O diretor-presidente da empresa, Eduardo Orlando L’Hotellier, elevou sua participação no capital da companhia, passando a deter 8.690.656 ações ordinárias, equivalentes a 17,304% do total.

Mobly (MBLY3)

A Mobly (MBLY3) divulgou que recebeu, no dia 23 de junho, notificação da CTM Investimentos, que em virtude de aquisições realizadas no mercado, fundos de investimento e contas administradas que estão sob sua gestão discricionária, atingiram de forma agregada, participação equivalente a 5,75%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe