Forte alta

Em dia decisivo para “fiscal cliff”, Ibovespa fecha no maior patamar desde setembro

Benchmark da bolsa registrou ganhos de 1,50%, aos 60.460 pontos, rompendo o patamar de 60.000 pontos após dois meses

arrow_forwardMais sobre

*Atualizado às 19h06 (horário de Brasília)

SÃO PAULO – Em um cenário de bom humor internacional, o Ibovespa rompeu pela primeira vez desde 17 de outubro a barreira dos 60.000 pontos, além de ter atingido o maior patamar desde 26 de setembro, quando alcançou os 60.478 pontos. Com isso, o benchmark da bolsa fechou em alta de 1,50%, aos 60.460 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,85 bilhões. 

Como principal referência do dia, estiveram as discussões cada vez mais intensificadas entre republicanos e democratas para evitar uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos, conhecidos como abismo fiscal, os mercados acionários tiveram maior otimismo e o Ibovespa teve fortes ganhos à tarde. 

Depois da contraproposta apresentada por Barack Obama no fim da segunda-feira, o representante republicano na Câmara dos Deputados, John Boehner, disse em coletiva de imprensa nesta tarde que continuará negociando ao mesmo tempo e apresentou um plano B, onde defende o aumento de impostos para salários acima de US$ 1 milhão, e não de US$ 400 mil, como proposto por Obama. Entretanto, Harry Reid, líder democrata no Senado, disse que o plano B não passará pelo Congresso, já que não pede o suficiente em aumento de impostos. Apesar disso, Boehner declarou estar confiante de que chegará a um acordo com o presidente.

Altas e baixas
Em meio ao cenário de bom humor no exterior, as ações da Usiminas (USIM3;USIM5) registraram forte alta, com ganhos de 6,12%, aos R$ 13,18, para os papéis ON e de 7,50%, aos R$ 12,32, para as ações PNA.  Por outro lado, estiveram os papéis da Souza Cruz (CRUZ3), com perdas de 2,51%, aos R$ 32,25. 

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 USIM5 USIMINAS PNA12,32+7,50+22,15115,50M
 USIM3 USIMINAS ON13,18+6,12-22,835,10M
 VAGR3 V-AGRO ON0,40+5,26+32,3634,96M
 EMBR3 EMBRAER ON EJ14,00+5,26+20,5031,41M
 CSNA3 SID NACIONAL ON12,21+5,08-14,3465,81M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CRUZ3 SOUZA CRUZ ON32,25-2,51+45,5935,75M
 CESP6 CESP PNB18,50-2,37-41,578,34M
 BRML3 BR MALLS PAR ON27,30-1,87+51,6665,47M
 BTOW3 B2W VAREJO ON18,20-1,25+102,2219,25M
 CMIG4 CEMIG PN25,16-1,22-1,6169,73M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Neg 
 VALE5 VALE PNA41,00+1,71717,74M32.301 
 PETR4 PETROBRAS PN20,17+1,26492,20M29.191 
 OGXP3 OGX PETROLEO ON4,33+0,46267,75M24.756 
 VALE3 VALE ON42,82+1,95218,47M16.754 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN32,89+0,58202,99M17.031 
 PETR3 PETROBRAS ON20,40+0,89180,82M13.555 
 PDGR3 PDG REALT ON3,19+0,63139,79M18.229 
 ITSA4 ITAUSA PN9,65+0,63122,10M13.283 
 USIM5 USIMINAS PNA12,32+7,50115,50M17.456 
 BBAS3 BRASIL ON EJ22,98+3,14109,37M12.389 

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
 

PUBLICIDADE

Confiança nos EUA e elevação de rating da Grécia animam
Além disso, nos EUA, um indicador de confiança entre as construtoras norte-americanas também ajudaram a animar o mercado. O NAHB/Wells Fargo Housing Market Index avançou para 47 pontos, o nível mais alto desde abril de 2006.

Em destaque também, esteve a elevação do rating da Grécia pelo Standard & Poor’s, que passou de “default seletivo” para B-, com perspectiva estável. A agência de classificação de risco citou a conclusão da última semana para a recompra da dívida, elogiando os esforços contínuos por parte do governo para cortar os gastos. 

Bolsas Internacionais
O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia norte-americanas, fechou em alta de 1,46% e atingiu 3.055 pontos. Seguindo esta tendência, o índice S&P 500 valorizou-se 1,15% a 1.447 pontos, da mesma forma, o índice Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, subiu 0,87% a 13.351 pontos.

Na Europa, o índice DAX 30 da bolsa de Frankfurt registrou alta de 0,64% e atingiu 7.654 pontos; no mesmo sentido, o índice FTSE 100 da bolsa de Londres valorizou-se 0,40% chegando a 5.936 pontos e o CAC 40, da bolsa de Paris, subiu 0,29% a 3.649 pontos.

Dólar
O dólar comercial fechou em queda de 0,36% e terminando a R$ 2,0890 na venda.

Renda Fixa
As taxas dos principais contratos de juros fecharam em rumos opostos. O contrato de juros de maior liquidez nesta sexta-feira, com vencimento em janeiro de 2014, fechou aos 7,08%, com alta de 0,01 ponto percentual em relação à sessão anterior.

No mercado de títulos da dívida externa, o título brasileiro mais líquido, o Global 40, fechou em queda de 0,04%, a 126,56% do valor de face. Já o indicador de risco-País fechou com queda de cinco pontos-base, aos 137 pontos ante 140 pontos da sessão anterior, registrando baixa de 2,14%.

Agenda da próxima sessão
Com uma agenda doméstica agitada, o destaque no Brasil fica por conta do IPCA(15) e do IPCA(E), sendo que este segundo é bastante utilizado pelo Banco Central para acompanhamento de metas da inflação.

PUBLICIDADE

Nos EUA, o foco fica para os indicadores de autorizações para novas casas e de novas casas contruídas no país, sendo ambos divulgados pelo Departamento de Comércio norte-americano. Enquanto isso, serão apresentados os números semanais dos estoques de petróleo.