Novas declarações

Em CPI, ex-diretor da Americanas (AMER3) diz que não foi responsável pela área contábil e financeira da varejista

“Tenho contribuído para todas as frentes de investigação e autorizo desde já o compartilhamento de meus depoimentos”, afirmou

Por  Estadão Conteúdo -

Ex-diretor da Americanas (AMER3), Marcio Cruz prestou depoimento à Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga a fraude na companhia. Ele afirmou que, nos 28 anos em que trabalhou na companhia, não foi responsável pela área contábil e financeira da varejista.

Ele disse que vê com estranheza o fato de que o Comitê Independente de Investigação da empresa tenha fornecido, antes da conclusão de seus trabalhos, documentos para que o Conselho de Administração da companhia elaborasse o material apresentado pelo atual CEO da Americanas à CPI.

Afirmando não ter tido acesso aos documentos em questão, o ex-executivo, que compareceu à audiência pública com habeas corpus que garantia o seu silêncio, não respondeu às perguntas dos parlamentares.

“Tenho contribuído para todas as frentes de investigação e autorizo desde já o compartilhamento de meus depoimentos”, afirmou Cruz.

Ele disse ainda que entregou seu aparelho de celular e computador à companhia no momento de sua saída.

Compartilhe