Eleições 2024: analistas veem Marta Suplicy como trunfo na campanha de Boulos em SP

Especialistas consultados pelo Barômetro do Poder esperam impacto positivo de aliança para a campanha do parlamentar à capital paulista

Marcos Mortari

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) durante o primeiro encontro depois de a ex-prefeita Marta Suplicy anunciar que será candidata a vice na chapa do pré-candidato à prefeitura da capital (foto: JLConceição)

Publicidade

Considerado um dos principais movimentos das eleições municipais até o momento, a migração da ex-prefeita Marta Suplicy do secretariado de Ricardo Nunes (MDB) para a vice na chapa de Guilherme Boulos (PSOL) deve ter impacto relevante sobre a campanha pela prefeitura de São Paulo.

É o que esperam analistas políticos consultados pelo Barômetro do Poder, levantamento feito mensalmente pelo InfoMoney com consultorias e analistas independentes sobre alguns dos principais temas em discussão na política nacional.

O estudo, realizado entre os dias 17 e 22 de janeiro, mostra que 18% dos entrevistados consideram o movimento “muito positivo” para a campanha de Boulos. E 64% avaliam como simplesmente “positivo”.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Já 18% esperam efeito neutro da notícia, enquanto ninguém acredita em impactos favoráveis do episódio para a tentativa de reeleição de Ricardo Nunes, que perde uma aliada experiente e com boa entrada tanto no eleitorado das periferias quando de parte da elite paulistana.

Considerando uma escala de 1 (muito favorável para Nunes) a 5 (muito favorável para Boulos), a média das respostas capturadas pelo Barômetro do Poder para a pergunta aponta para uma nota 4,00 – ou seja, impacto positivo para a campanha do parlamentar de esquerda.

“Marta era o melhor nome que o PT tinha a oferecer. Mulher, com experiência administrativa e prestígio na baixa renda – segmento em que Boulos enfrenta maior dificuldade”, disse um participante.

Continua depois da publicidade

Entre especialistas, Marta Suplicy é vista como uma figura capaz de trazer experiência à candidatura de Boulos. Há também uma avaliação de que a ex-prefeita, que retorna ao Partido dos Trabalhadores após mais de uma década de afastamento, pode auxiliar o parlamentar a acessar camadas de eleitores que vão além de seu público tradicional.

Na prática, a imagem de Marta pode posicionar a candidatura de Boulos mais à centro-esquerda do espectro político e deslocar a campanha de Nunes para a direita – sobretudo considerando a necessidade que o atual prefeito tem de se conectar com o eleitorado simpático ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Por outro lado, existe uma preocupação entre aliados de Boulos com potenciais ruídos de comunicação que a adesão de Marta à chapa poderão gerar. Nesta conta estão os embates recentes com o PT e a imagem de traição, que pode ser explorada a partir do repentino movimento da ex-prefeita de deixar a Secretaria de Relações Internacionais da capital e ingressar na campanha rival a 9 meses das eleições.

O Barômetro do Poder também mostrou que os analistas políticos enxergam a capital paulista como o município mais exposto à polarização do debate político brasileiro nessas eleições. Apesar disso, a maioria considera “moderado” o impacto do embate nacional sobre o pleito local – e menor ainda o peso do resultado das eleições de 2024 sobre a corrida ao Palácio do Planalto daqui a dois anos.

Esta edição do Barômetro do Poder ouviu 7 consultorias políticas – Ágora Assuntos Políticos; Control Risks; Eurasia Group; Medley Global Advisors; Prospectiva Consultoria; Tendências Consultoria Integrada; e Warren Rena – e 4 analistas independentes – Antonio Lavareda (Ipespe); Carlos Melo (Insper); Rogério Schmitt (Espaço Democrático) e Thomas Traumann (Traumann Consultoria).

Conforme combinado previamente com os participantes, os resultados são divulgados apenas de forma agregada, sendo mantido o anonimato das respostas.

Marcos Mortari

Responsável pela cobertura de política do InfoMoney, coordena o levantamento Barômetro do Poder, apresenta o programa Conexão Brasília e o podcast Frequência Política.