Trades do dia

Educacionais são bons “trades” para hoje; Petrobras e siderúrgicas têm riscos

Analista independente acredita em repique de Kroton e Ser, enquanto siderúrgicas devem parar de subir; até este momento na Bolsa, sua análise tem dado certo

SÃO PAULO – Para o investidor que procura uma oportunidade de curto prazo na Bovespa, as ações do setor de educação são uma ótima pedida para esta quinta-feira (8), assim como os papéis da Petrobras (PETR3, PETR4), embora para a estatal é preciso ter um cuidado extra, enquanto siderúrgicas e Vale (VALE3, VALE5) devem começar a cair. A recomendação é do analista independente Flavio Conde.

 “Educacionais são um compra especulativa para hoje devido a campanha das empresas para manter as regras do Fies, que saiu em todos os jornais”, diz o analista. Melhor setor da Bolsa nos últimos anos, os papéis destas empresas caíram até 30% apenas nos cinco pregões deste ano, diante das novas regras anunciadas pelo governo para adesão dos alunos ao financiamento estudantil.

“Não é garantido que o governo ceda às pressões do setor, mas alguma mudança ou ajuste pode ocorrer nos próximos dias ou semanas”, diz o analista. “Eu sugiro comprar especulativamente Ser Educacional (SEER3) e Kroton (KROT3) para vender com 5% a 10% de lucro hoje à tarde”, aponta o analista.

O setor foi o que mais subiu na Bolsa de 2012 pra cá, embalado justamente nestes estímulos governamentais ao ingresso dos brasileiros na faculdade – via Fies, Prouni e Pronatec. A maior empresa do setor, a Kroton, acumulou ganhos de 600% entre 2012 e 2014, sendo inclusive a ação campeã do Ibovespa nos últimos dois anosDevido aos longos ganhos acumulados, Conde mostra um certo receio em posições de longo prazo. “Eu acho um setor meio caro e muito dependente do Fiesm que mudou para ajudar no ajuste fiscal do governo”, conclui.

Por volta das 11h (horário de Brasília), as ações da Kroton subiam 2,53% e lideravam os ganhos do Ibovespa, a R$ 12,98, após caírem 27% nos últimos cinco pregões. Já a Ser, que recuou 30% nos cinco pregões de 2015, sobe 1,88%, cotada a R$ 21,70.

Petrobras tem riscos
Sobre Petrobras, Conde diz que ela pode até subir no início do pregão, acompanhando a recuperação do petróleo no mercado internacional e também a notícia de que a estatal estaria importando muito derivado a 36% abaixo do preço que ela vende às distribuidoras. Mas ele fez uma ressalva pelo fato da Petrobras ter subido mais de 4% ontem.

“Hoje é quinta-feira e muitos especuladores podem começar a diminuir posição com receio do fim de semana”, explica o analista. As ações PN da Petrobras sobem 2,54%, a R$ 8,89.

Siderúrgicas e Vale terão fôlego?
Por fim, o analista é direto ao falar de siderúrgicas e Vale: “elas podem começar a perder força ou até cair porque já andaram bem nos últimos dias”. A Vale viu seus papéis subirem quase 8% em dois pregões, embalados pelos sinais de recuperação do minério de ferro, mas nesta quinta estas ações recuam entre 0,5% e 1,0% nesta manhã.

Já as siderúrgicas foram ainda mais agressivas na disaprada: após terem sido um dos piores papéis da Bolsa em 2014, CSN, Gerdau e Usiminas acumularam ganhos de até 20% entre terça e quarta-feira. Os motivos para as altas foram desde as notícias de reajuste de 5% e 8% no preço do aço ainda em janeiro e a elevação de recomendação para Gerdau por parte do BTG Pactual. 

PUBLICIDADE

 Hoje, os ativos das três siderúrgicas chegaram a subir forte, mas logo viraram para queda e neste momento lideram as perdas do Ibovespa, conforme tabela abaixo:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 GOAU4 GERDAU MET PN11,66-3,64+3,192,37M
 GGBR4 GERDAU PN10,05-3,55+4,9116,04M
 USIM5 USIMINAS PNA4,84-3,20-4,1610,78M
 SANB11 SANTANDER BR UNT EJ13,07-2,54-1,56439,35K
 ELET6 ELETROBRAS PNB8,19-2,50+0,121,90M