Dólar tem queda seguindo exterior e à espera de dados de inflação dos EUA

Moeda sente o peso da queda nas taxas dos Treasuries

Estadão Conteúdo

Dólar e Real (Foto: Getty Images)

Publicidade

O dólar, que opera em leve queda em relação a moedas fortes e de países exportadores de commodities, abriu a sexta-feira, 22, em baixa na comparação com o real, sentindo o peso da queda nas taxas dos Treasuries, mas com perdas limitadas pela cautela antes de dados de inflação dos Estados Unidos.

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos publica às 10h30 o índice de preços ao consumidor medido pelos gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) referente a novembro. A previsão é de desaceleração de 3% para 2,8% na alta do índice cheio e de 3,5% para 3,3% no núcleo do indicador.

“Isso significaria que a média móvel de seis meses recuaria para perto de 2%, ficando dentro da faixa de 2% a 3% buscada pelo Fed”, disse a OFX, empresa de serviços financeiros australiana, em relatório. “Uma surpresa para cima no PCE pode dar espaço para uma recuperação de curto prazo do dólar até o final do ano”, acrescentou.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No Brasil, o mercado digere a aprovação do projeto de lei que prevê a tributação dos jogos e apostas online, como cassinos virtuais, pela Câmara. A matéria vai à sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O projeto faz parte do pacote de medidas arrecadatórias do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para atingir a meta de déficit zero nas contas públicas no ano que vem.

Além disso, na agenda doméstica, o Congresso Nacional terá sessão conjunta a partir das 11 horas para votar o Orçamento de 2024.

Continua depois da publicidade

Por volta das 10 horas, o dólar à vista caía 0,50%, a R$ 4,8633, enquanto o contrato da moeda para janeiro tinha queda de 0,43%, a R$ 4,8630.

Tópicos relacionados