Entrevista

“Dilma não pode se intimidar pela oposição”, diz criador do Dilma Bolada

Dono do perfil que tem mais de um milhão de seguidores no facebook, Jefferson Monteiro negou ser bancado pelo PT e disse que trabalharia na campanha de algum pré-candidato

SÃO PAULO – Dono de uma das páginas do facebook mais famosas do Brasil, Jefferson Monteiro, criador do “Dilma Bolada“, disse que a presidente não pode se intimidar pela oposição, isso seria o xeque-mate em sua campanha eleitoral. A presidente não tem conseguido reverter sua sorte eleitoral, pressionada pelo cambaleamento dos indicadores econômicos do Brasil. 

Em uma entrevista ao InfoMoney, Jefferson brincou que Dilma precisava ser mais “bolada”, em referência ao seu perfil no Facebook. No mês passado, “Dilma Bolada” ganhou o posto de personagem mais influente do Facebook pela Forbes e conta atualmente com quase 1,15 milhão de seguidores na rede social.

Segundo ele, Dilma precisa se voltar mais para a população nesse momento. “A vitória no primeiro turno está se tornando mais difícil, mas Dilma tem potencial para ser reeleita. Ela tem o melhor jogo de cintura entre os pré-candidatos. Não pode se intimidar nesse momento. Se ela mantiver a população do seu lado, ela terá serenidade para fazer uma boa campanha”. 

Em relação às especulações de que seu perfil é bancado pelo PT, Monteiro negou e disse que não mantém contato direto com nenhum integrante do governo. “O perfil foi criado em 2010, mas ele próprio se sustenta. A forma que eu ganho com a página é exatamente como um blogueiro ganha atualmente, que é via publicidade”, disse. A explosão do perfil na rede gerou uma grande exposição a Monteiro, que além dos ganhos em expor a marca também recebe convites para dar palestras e participar de alguns eventos. 

Parceiro na corrida presidencial?
Questionado se trabalharia na campanha de marketing de algum pré-candidato, ele disse que sim, mas se até agora ninguém o procurou acredita que isso não vá ocorrer, negando que tenha negociado um “passe” com o PSDB. “Até poderia trabalhar na campanha de marketing de algum presidenciável, mas até agora nenhum partido me procurou oficialmente e nessa altura do campeonato acho que não vai acontecer”, comentou.

Em maio, Monteiro havia mencionado que foi procurado por uma agência de publicidade com o objetivo de vender o apoio político para a oposição. Na ocasião, o próprio PT divulgou uma nota em sua página oficial no Facebook classificando o episódio como “proposta indecente” e, ao fim da mensagem, colocou a menção #GuerraSujaNão. 

Segundo ele, não haveria a possibilidade de usar o perfil da “Dilma Bolada” para uma campanha de oposição, só se fosse uma nova versão mas impossível prever se daria certo. “‘Dilma Bolada’ já tem toda uma identidade construída e deu certo por acaso. Não sei se daria para repetir isso”, disse.