Dia ruim da Nasdaq não afeta Dow e S&P500, que fecharam em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas fecharam sem uma tendência definida nesta quarta-feira. Os mercados foram afetados pela divulgação do PIB revisado dos EUA para o terceiro trimestre de 2000. Segundo o Departamento de Comercio norte-americano, o PIB cresceu 2,4%, abaixo dos 2,7% esperado pelo governo e acima da expectativa dos analistas, que previam crescimento de 2,2%. Foi o menor crescimento do PIB no país desde 1996 quando a economia cresceu 2,0%. Além disso, as eleições indefinidas e o menor crescimento do lucro das empresas ainda impedem que o volume negociado aumente.

Dentre as empresas negociadas nas bolsas dos EUA se destacaram os papéis da empresa de equipamentos de telecomunicações ADC e fabricante de semicondutores Broadcom, em alta de 8,73% e 11,68%, respectivamente. A ADC divulgou, após o fechamento de ontem, lucros maiores que o esperado pelo mercado. A Broadcom, após cair 27% em dois dias, quando foi atingida pela onda de rebaixamento das corretoras para os papéis das empresas de semicondutores, anunciou que a aquisição da VisionTech poderá reduzir os lucros para o primeiro semestre do próximo ano. Porém, em contrapartida, deverá aumentar significativamente o resultado até o final de 2001.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, fechou em alta de
1,16% a 10.629,11 pontos. Os destaques de alta foram Wal Mart (+5,80%), McDonald’s (+4,00%), Citigroup (+3,81%), Boeing (+3,61%), GM (+3,42%) e Philip Morris (+3,36%). Por outro lado, os papéis que fecharam com o pior desempenho foram Exxon Mobil (-4,43%), Disney (-3,56%), Microsoft (-2,89%), Honeywell (-1,65%) e SBC (-1,01%).

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, fechou em baixa de
1,01% a 2.707,05 pontos. Os destaques de queda foram i2 Technologies (-11,06%), Siebel Systems (-7,42%), Ariba (-6,28%), JDS Uniphase (-4,32%), Dell (-2,79%), Sun (-1,85%) e Ericsson (-1,37%). Por sua vez, os destaques de alta entre as ações de tecnologia foram para Amazon (+7,62%), Yahoo (+5,66%), e-Bay (+3,04%), Intel (1,71%), Cisco (+1,35%) e Oracle (+0,97%).

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,40%, a 1.341,94 pontos. Os principais destaques de alta entre as 500 maiores empresas norte-americanas foram para as farmacêuticas Bristol Myers (+2,58%), Merck (+2,43%) e Pfizer (+1,39%). Outros destaques foram AOL (+6,90%), IBM (+1,98%) e a seguradora AIG (+2,54%). Dentre as ações que fecharam o pregão em baixa, destaque para as empresas de petróleo Texaco (-4,27%) e Chevron (-4,30%). Outras ações com queda significativa foram Nortel (-4,21%) e HP (-0,36%).

Compartilhe