Dados da Europa

Desemprego da zona do euro cai para 6,6% em maio, melhor que o esperado

Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam que a taxa subiria para 6,8%

Por  Estadão Conteúdo -

A taxa de desemprego da zona do euro caiu para 6,6% em maio, resultado melhor que o esperado pelo mercado, pois analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam que a taxa subiria para 6,8%.

Além disso, o dado de abril foi revisado para baixo, de 6,8% para 6,7%, segundo dados com ajustes sazonais divulgados nesta quinta-feira (30) pela Eurostat, a agência oficial de estatísticas da União Europeia.

A Eurostat estima que havia 11,004 milhões de desempregados na zona do euro no mês passado, uma queda de 2,165 milhões pessoas em relação ao mesmo mês de 2021.

Inflação na França

Os dados divulgados hoje na Europa também incluem dados preliminares da inflação em junho na França.

O CPI (índice de preços ao consumidor, na sigla em inglês) subiu de 5,2% em maio para 5,8% neste mês.

PIB do Reino Unido

Outro resultado divulgado foi a revisão final do do Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido, que cresceu 0,8% no primeiro trimestre de 2022 ante o quarto trimestre de 2021.

Na comparação anual, o PIB britânico teve expansão de 8,7% entre janeiro e março.

Os dados de hoje do Escritório Nacional de Estatísticas do país (ONS, na sigla em inglês) repetiram as leituras prévias, divulgadas em maio.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe