Decisão do Carf favorece B3 (B3SA3) em processo de R$ 4,1 bilhões

O processo questionava a amortização, para fins fiscais, nos exercícios de 2012 e 2013, do ágio gerado durante a incorporação das ações da Bovespa pela B3 em maio de 2008

Equipe InfoMoney

Publicidade

(Reuters) – A B3 (B3SA3) informou que o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) decidiu a favor da empresa em recurso apresentado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, cancelando definitivamente um auto de infração da Receita Federal.

O processo questionava a amortização, para fins fiscais, nos exercícios de 2012 e 2013, do ágio gerado durante a incorporação das ações da Bovespa pela B3 em maio de 2008, com um valor atualizado até 30 de setembro de 2023 de R$ 4,1 bilhões, segundo comunicado da B3 divulgado nesta quarta-feira.

A empresa acrescentou que, dado que o risco de perda neste processo era considerado possível, a decisão não terá impacto nas suas demonstrações contábeis.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Acreditamos que as ações devem reagir de forma muito positiva após este anúncio, uma vez que as discussões fiscais têm sido um obstáculo para as ações. Lembramos que a B3 ainda possui um valor total pendente de R$ 10,1 bilhões (excluindo 2012/2013) em disputas tributárias relacionadas aos anos de 2008-2011 e 2014-2017”, avalia o Bradesco BBI.

(com Reuters)