câmbio

Debênture de infraestrutura em dólar pode ficar disponível no Brasil? Especialista comenta 

Igino Zucchi, consultor do BID, participou do programa Câmbio desta semana, apresentado pelo professor do curso dólar para investidores do InfoMoney, Gustavo Cunha

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A possibilidade da criação de dentures de infraestrutura em dólares com condições especiais está sendo analisada pelo governo, e uma das primeiras pessoas a pensar na estrutura foi Igino Zucchi, hoje consultor do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), membro da Infra2038 e sócio da Capital Structuring. 

O estudo das debêntures em dólar começou em 2016. É um processo que foi conduzido por mim e depois a agenda foi passada para o Ministério da Economia, pelo Grupo de Trabalho de Mercado de Capitais”, disse Zucchi em entrevista para o programa Câmbio desta semana, apresentado pelo professor do curso dólar para investidores do InfoMoney, Gustavo Cunha.  

PUBLICIDADE

No entanto, segundo ele, a debênture em dólar não chega a ser uma prioridade, porque há uma questão regulatória no caminho 

A opção que está sendo trabalhada neste momento é a possibilidade de flexibilizar questões tributárias relativas a uma emissão internacional. Ou seja: ao invés da concessionária de infraestrutura fazer uma emissão pela Lei 12.431, que permite o benefício tributário, foi considerado que seria mais efetivo dar equalização através de um benefício tributário, eliminando o imposto de renda de pessoa jurídica . Isso quer dizer que não pagaria esse imposto sobre a remessa de juros, o que equalizaria –  em termos de custos –  uma emissão local de uma internacional”. Assista a entrevista completa com esse e outros assuntos no player acima!