Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Day Trade Hoje: O que esperar dos minicontratos e do Ibovespa nesta terça-feira

Na agenda, destaque hoje para leilão de swap cambial e Fed Boys

Felipe Alves

Day Trade Ao Vivo no Arena Trader. Conteúdo XP

Publicidade

O Ibovespa fechou a última sessão no negativo, após sequência positiva. Com isso, registrou baixa de 0,87%, aos 126.990 pontos. O ativo retomou as baixas após não conseguir romper e se manter acima da média de 200 períodos. A partir disso, retomou as baixas, rompendo médias para baixo e formando mínima do dia nos 126.771 pontos.

Com base no gráfico de 60 minutos do Ibovespa, o analista gráfico Rodrigo Paz observa que o ativo retomou as baixas após sequência compradora. Isto ocorreu após atingir resistência na região de 128.660/128.200 pontos, onde entrou força vendedora impulsionando o índice para baixo.

Para que o ativo retome o fluxo comprador, deverá superar a região de médias nos 127.280/127.460 pontos. Segundo Paz, caso rompa, poderá retomar o fôlego nas compras para buscar novas faixas de resistência. Rompendo tal região, tende  à resistência na média de 200 períodos nos 128.200, com alvo mais longo nos 128.660/129.000 pontos. 

Curso gratuito

Semana do Trader Sossegado

Uma semana de conteúdo prático e gratuito para você ter ganhos consistentes na bolsa operando apenas 30 minutos por dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Caso o ativo siga o fluxo vendedor, deverá romper a região de 126.750 pontos. Rompendo tal faixa, poderá ganhar fôlego a fim de buscar região de suporte nos 126.270/126.070, com alvo mais longo na região de 125.800 pontos. 

Day Trade hoje: Agenda

Na agenda de hoje no Brasil, saem os dados de inflação ao produtor de fevereiro (9h), estatísticas do mercado de crédito (8h30) e o Boletim Focus semanal (8h25). Já o Banco Central vai intervir no câmbio pela primeira vez em mais de um ano, com um leilão adicional de swap cambial equivalente a US$ 1 bilhão. Enquanto isso, o presidente Lula participa de eventos no Rio de Janeiro.

Nos EUA, investidores esperam a pesquisa sobre vagas de emprego e rotatividade de trabalho (Jolts) de fevereiro, que será divulgada às 11h, com projeção da Reuters de 8,74 milhões. Além dos dados do mercado de trabalho, vários membros do Fed estão previstos para discursar na sessão de hoje a partir das 11h10.

Mercados internacionais

Às 7h40, os futuros em NY operavam em queda: Dow, -0,33%; S&P500, -0,18%; e Nasdaq, -0,23%. Na Europa, o Stoxx600 sobe 0,09%, e na Ásia, a bolsa de Tóquio subiu 0,09% e de Xangai caiu 0,08%.

Nos EUA, o rendimento dos títulos de 10 anos sobe para 4,347%, e o índice do dólar (DXY) opera em queda de 0,07%, aos 104,95 pontos.

Enquanto isso, o petróleo do tipo WTI sobe a US$ 85,40, com +2,02%, e o do tipo Brent avança 1,82%, a US$ 89,01.

Na bolsa de Dalian, o minério teve alta de 3,09%, a 768,00 iuanes, o equivalente a US$ 106,14.

Minicontratos

Os contratos de mini-índice (WINJ24), com vencimento em abril, fecharam em baixa na última sessão, após sequência de três dias seguidos em alta, registrando baixa de 0,96%, aos 127.500 pontos.

Assim, com base no fechamento da véspera, aos 127.500, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como resistências 127.625/127.900 (1), 128.480 (2) e 129.000/129.260 (3). Enquanto isso, os suportes encontram-se em 127.300/127.095 (1), 126.830/126.290 (2) e 125.700 (3).

“Para o pregão de hoje (terça), os traders devem se atentar para possível continuidade do movimento vendedor da véspera, pois negocia abaixo das médias, e caso perca a faixa de 127.300 pontos, poderá ganhar novo impulso vendedor. Em caso de recuperação compradora, vale atenção à faixa de 127.625/127.900 pontos”, aponta Paz. 

Os contratos de minidólar (WDOK24), com vencimento em maio, fecharam no positivo pelo quarto dia consecutivo, registrando alta de 0,62%, aos 5.068 pontos. Nesta terça-feira (2), o Banco Central vai intervir no câmbio pela primeira vez em mais de um ano, com um leilão adicional de swap cambial de até 20 mil contratos, o equivalente a US$ 1 bilhão. No ano passado, o BC não colocou dinheiro novo no mercado, apenas promoveu a rolagem de linhas e do estoque de swaps cambiais.

Assim, com base no fechamento da última segunda-feira, aos 5.068 pontos, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como suportes 5.067 (1), 5.052/5.040 (2) e 5.023/5.015 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em 5.072/5.074,5  (1), 5.086 (2) e 5.090/5.100 (3).

Suporte e resistência

Confira, agora, os principais pontos de suporte e resistência para os minicontratos de dólar e de índice para esta terça-feira.

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. A corretora feita de trader para trader. Abra sua conta na Modal.