Consórcio da Simpar (SIMH3) vence PPP de limpeza urbana e manejo de resíduos em Belém

O consórcio é formado pela CS Brasil, empresa da Simpar, e Terraplena e Promulti Engenharia afirmou a companhia

Reuters

Simpar (Divulgação)

Publicidade

SÃO PAULO (Reuters) – Um consórcio formado por Simpar (SIMH3) e mais duas empresas venceu a disputa pela Parceria Público-Privada de serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos promovida pela prefeitura de Belém, afirmou a holding nesta terça-feira.

O consórcio é formado pela CS Brasil, empresa da Simpar, e Terraplena e Promulti Engenharia afirmou a companhia.

O contrato tem duração de 30 anos e prevê contraprestação mensal de 32,7 milhões de reais, afirmou a Simpar. A previsão de investimento é de 700 milhões de reais ao longo do contrato, dos quais cerca de 400 milhões nos primeiros dez anos.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“A PPP faz parte da estratégia da companhia de desenvolver um portfólio de concessões com foco na prestação de serviços de longo prazo, cujas receitas sejam resilientes e diversificadas”, afirmou a Simpar em comunicado ao mercado.

Belém será a sede da cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) COP 30, programada para 2025.

O contrato vencido pelo consórcio prevê entre outras obrigações a construção de um novo centro de tratamento de resíduos com capacidade para mais de 2.500 toneladas diárias de lixo urbano. Segundo a Simpar, há possibilidade de ampliação para até 4.000 toneladas por dia, caso o consórcio venha eventualmente a atender outras cidades da região metropolitana de Belém.