Consenso do mercado indica quais ações podem trazer ganhos ao investidor

InfoMoney compilou as recomendações de vários analistas e trouxe os papéis preferidos pelos profissionais

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – As ações ordinárias da Telesp (TLPP3) são as preferidas dos analistas, de acordo com o MCI, que é o índice de consenso de mercado elaborado pela InfoMoney.

O indicador, que compila a análise de 24 corretoras e bancos de investimentos, atribui a nota máxima (5,00) aos papéis ordinários da companhia. Muito embora não apresentem grande liquidez e, portanto, tendam a ficar em segundo plano para boa parte dos investidores, os papéis parecem contar com boas perspectivas.

Para uma melhor interpretação do MCI, é sempre importante considerar o número de avaliações atribuídas a cada ativo. Uma maior quantidade de opiniões tende a tornar mais robusta a sugestão. Neste caso especificamente, vale destacar que as ações da companhia receberam três opiniões.

Outro ponto importante do indicador é que ele considera os princípios de análise fundamentalista, sendo, portanto, mais recomendado para investidores que atuam buscando rentabilidade de longo prazo.

Dividendos em meio a cenário promissor

De um modo geral, a visão positiva em relação à distribuição de proventos aparece como o principal elemento motivador das perspectivas otimistas à Telesp, que deve marcar um dos maiores dividend yields da bolsa nos próximos dois anos, segundo o Santander.

“Esse é, sem dúvida, o principal atrativo da Telesp, cuja forte geração de caixa tem sido distribuída quase que integralmente aos seus acionistas”, afirma a equipe da corretora Ativa.

No mesmo sentido, o Citigroup aponta o crescimento nas taxas de dividendos distribuídos pela empresa e sua geração de fluxo de caixa livre razoavelmente segura para sustentar o otimismo com as ações.

Em adição, os analistas do Santander também destacam como ponto favorável o objetivo da companhia de ampliar sua participação nos mercados de banda larga e TV a cabo, que apresentam um cenário promissor.

Cale lembrar que um dos destaques do elogiado resultado da empresa no segundo trimestre foi justamente o bom desempenho do serviço de TV por assinatura, cuja receita de R$ 102,4 milhões no período compensou, em parte, a queda no faturamento com telefonia pública.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo lugar dividido

Dividindo o segundo lugar, com nota 4,75, os papéis ordinários da M. Dias Branco e os preferenciais classe A da Vale também aparecem como boa opção de investimento na avaliação dos analistas.

Dentre os aspectos que embasam o otimismo com a indústria alimentícia estão a diversificação e a penetração geográfica dos seus produtos, sua expressiva atuação na região nordeste, além das recentes aquisições, avalia a Coinvalores, que ainda projeta bons resultados para os próximos trimestres.

O bom cenário macroeconômico do Brasil também é bastante favorável para as atividades da M. Dias Branco. Para os analistas, as perspectivas de um maior crescimento econômico do País atreladas ao aumento da renda influenciam positivamente.

Por fim, o UBS Pactual destaca que a empresa oferece uma combinação interessante entre forte crescimento e grande geração de caixa, por meio do preenchimento de sua grande capacidade ociosa. O banco espera um bom pagamento de dividendos no futuro e oportunidades atrativas de fusões e aquisições.

As mais recomendadas
AçãoMCI
Telesp ON5,00
Vale PNA4,75
M. Dias Branco ON4,75
Petrobras ON4,69
Fertilizantes Heringer ON4,69
Totvs ON4,66
Datasul ON4,64
Localiza ON4,58
Vale ON4,58
Copasa ON4,58
Randon PN4,58
MMX ON4,58

Já no caso da mineradora, os analistas destacam as perspectivas de manutenção da forte demanda por minério de ferro nos próximos anos e os bons fundamentos da empresa.

As projeções de longo prazo do Citigroup incorporam um cenário em que a oferta da commodity de alta qualidade – como a produzida pela Vale – mantém-se aquém da demanda, fato positivo para as exportações da mineradora. De maneira semelhante, a Ágora Corretora conclui que o horizonte para o mercado de mineração continua favorável devido à grande procura.

A nova oferta global de ações da companhia também é levada em conta pelos analistas. Para a corretora SLW, além de a operação melhorar a estrutura de capital da empresa, pode contribuir para que a Vale inicie a busca por novos aquisições no plano internacional, movimento visto com viés positivo.

Em adição, os analistas mantém uma visão bastante positiva para o reajuste de preços do minério de ferro no mercado, além de destacarem de forma favorável o forte volume de investimentos da empresa previstos para os próximos cinco anos, que totalizam expressivos US$ 59 bilhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que é o MCI?

O Market Consensus Indicator (MCI) tem como principal objetivo facilitar as decisões de investimento dos usuários do site no mercado de ações.

Considerando uma amostra com informações e projeções de diversos bancos de investimento e corretoras, o indicador busca trazer um indicador de consenso entre os analistas de mercado a respeito das recomendações de uma determinada ação.

Variando em uma escala de 0 (venda forte) a 5 (compra forte), o indicador é calculado a partir das recomendações dos analistas consultados, trazendo um resumo do consenso. É importante destacar que o MCI é calculado apenas para ações com ao menos três recomendações de analistas distintos.

Compartilhe