Resultado

Com pandemia, Renner registra prejuízo de R$ 82,9 milhões no terceiro trimestre

Um ano antes, a varejista havia registrado lucro líquido de R$ 186,7 milhões; empresa vê melhora no último quarto do ano

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO — A pandemia de coronavírus continuou prejudicando a varejista Renner (LREN3) no terceiro trimestre deste ano. A companhia registrou prejuízo de R$ 82,9 milhões no período, ante um lucro de R$ 186,7 milhões visto entre julho e setembro de 2019.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) total ajustado, que inclui as operações de varejo e produtos financeiros, ficou negativo em R$ 38,2 milhões. Um ano antes, a cifra foi positiva em R$ 354,8 milhões.

“Fomos assertivos ao investirmos fortemente no e-commerce e em diversas iniciativas no canal online. Nossos negócios digitais continuam crescendo 3 dígitos e tivemos 5,5 milhões de downloads do app Renner no trimestre, o que significa um aumento de 273% sobre o ano anterior”, destacou a varejista.

Aprenda a investir na bolsa

“Tudo isso, ao mesmo tempo em que as lojas, abertas em sua totalidade, avançam em direção à nossas metas, já próximas da normalidade e do orçamento inicialmente previsto para os trimestres”, completou.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

A receita líquida das vendas de mercadorias recuou 14,5% na comparação anual, para R$ 1,65 bilhão. No critério de mesma base de lojas, as vendas da empresa caíram 17,2% sobre o terceiro trimestre de 2019. A margem bruta caiu 6,6 pontos percentuais, para 47,7%.

Já as receitas com operações financeiras da Renner, líquidas dos custos de funding e de impostos, recuaram 53,8%, para R$ 132,5 milhões.

O prejuízo com o fechamento temporário das lojas físicas foi aliviado em partes pelo salto de 200% das vendas por canais digitais, cuja participação no total subiu de 5% para 16%.

A empresa destacou no balanço que reduziu o volume de investimento e ajustou as despesas operacionais, que somaram R$ 653,9 milhões entre julho e setembro deste ano, queda de 3,5% na comparação com o mesmo período de 2019.

Nesta sexta-feira (6), a diretora de relações com investidores da Renner, Paula Picinini, vai participar de uma live do InfoMoney da série Por Dentro dos Resultados para comentar os números da empresa e responder dúvidas de leitores. Será às 18h (de Brasília), no canal do InfoMoney no YouTube.

PUBLICIDADE

Você sabe o que é 3×1? Assista de graça a estratégia de opções que busca triplicar o capital investido em um mês