Más notícias

Com nova queda, indústria opera 18,3% abaixo do pico de produção registrado em maio de 2011

"Há um distanciamento importante em relação ao ponto mais alto da série", afirmou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE. "A indústria opera em patamar semelhante ao de janeiro de 2009", apontou  

A queda de 0,3% registrada pela indústria em julho ante junho aumentou a distância entre o patamar de produção atual e o ponto mais elevado já registrado na série histórica da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em julho, o patamar de produção estava 18,3% menor que o auge alcançado em maio de 2011.

“Há um distanciamento importante em relação ao ponto mais alto da série”, afirmou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE. “A indústria opera em patamar semelhante ao de janeiro de 2009”, apontou.

PUBLICIDADE

No mês de julho, a fabricação de bens de capital estava 33,6% abaixo do pico de produção registrado em setembro de 2013, enquanto os bens de consumo duráveis operavam 26,2% aquém do ápice de produção visto em junho de 2013.

Já os bens intermediários estavam 18,3% abaixo do pico visto em fevereiro de 2011, e os bens de consumo semi e não duráveis operavam 10,3% aquém do auge registrado em junho de 2013.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP.