Temporada de balanços

Cesp, que passa a ser negociada nesta 2ª como Auren (AURE3), reverte lucro e tem prejuízo de R$ 52,1 milhões no 4º trimestre

Ebitda ajustado cresceu 25% no último trimestre do ano passado, totalizando R$ 194,1 milhões.

Por  Felipe Moreira -

A Cesp, que a partir desta segunda-feira (28) passa a ser negociada com o ticker Auren (AURE3), após combinação de ativos com a VTRM, teve um prejuízo líquido de R$ 52,1 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo lucro líquido de R$ 1,595 bilhão do quarto trimestre de 2020.

A empresa explica que o resultado foi impactado pela “maior compra de energia no período e impacto trazido pela atualização de provisão do contencioso passivo e do passivo atuarial na despesa financeira”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 25% no último trimestre do ano passado, totalizando R$ 194,1 milhões.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustado atingiu 30% no período, uma redução de 1 p.p. frente a margem registrada em 4T20.

“A variação do Ebitda ajustado no trimestre pode ser explicada, principalmente pela reversão das provisões para litígios, no valor R$ 112 milhões (constituição de provisão no valor de R$ 25 milhões no 4T21 vs. reversão de provisão no valor de R$ 137 milhões no 4T20), compensada parcialmente pela revisão anual do teste de impairment (R$ 51 milhões no 4T21 vs. R$ 8 milhões no 4T20)”, explica a Cesp.

A receita líquida somou R$ 638,7 milhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 28% na comparação com igual etapa de 2020, motivado principalmente pelo crescimento das operações de trading pela CESP Comercializadora e melhores preços médios de venda no mercado livre.

O lucro bruto totalizou R$ 111,4 milhões no 4T21, uma retração de 15% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem bruta atingiu % no último trimestre de 2021, de p.p. na comparação anual.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 166,2 milhões no quarto trimestre de 2021, uma redução de 3% sobre as perdas financeiras do mesmo trimestre de 2020.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 1,508 bilhão no final de dezembro de 2021, crescimento de 24% em relação ao mesmo período de 2020.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,8 vez em dezembro/21, elevação de 0,6 vez em relação ao mesmo período de 2020.

O CAPEX da CESP foi de R$ 3 milhões no quarto trimestre de 2021, totalizando R$ 8 milhões em 2021 (R$ 16 milhões em 2020), destinado majoritariamente para modernização e manutenção das usinas hidrelétricas.

Segundo a empresa, a redução do CAPEX entre os períodos de 2020 e 2021 deve-se a ações de priorização da companhia para mitigar os efeitos financeiros da crise hídrica em seu resultado.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe