Nomes aprovados

Campos Neto nomeia Diogo Guillen e Renato Dias Gomes para diretorias do BC

Sabatina de Guillen e Dias Gomes demorou 4 meses, em meio a atritos entre padrinhos de indicados para agências e órgãos reguladores no Senado e no Executivo

Por  Estadão Conteúdo -

A uma semana do Comitê de Política Monetária (Copom) de maio, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, nomeou Diogo Guillen para a Diretoria de Política Econômica e Renato Dias Gomes como diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução, segundo portarias publicadas no BC Correio nesta terça-feira, 26.

Em um momento crítico para a política monetária, com novo descumprimento da meta no radar este ano, os últimos dois encontros do Copom ficaram desfalcados. A sabatina de Guillen e Dias Gomes demorou quatro meses, em meio a atritos entre padrinhos de indicados para agências e órgãos reguladores no Senado e no Executivo.

A Diretoria de Política Econômica estava vaga desde 31 de dezembro, quando terminou o mandato de Fabio Kanczuk. Já o ex-diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução, João Manoel Pinho de Mello, estendeu o mandato, que também acabava em dezembro, até o Copom de fevereiro, no aguardo da sabatina do seu sucessor.

Guillen era economista-chefe da Itaú Asset Management desde 2020 e tem 15 anos de experiência no mercado financeiro. Ele é bacharel e mestre em Economia pela PUC-Rio e PhD em Economia pela Princeton University.

Renato Dias Gomes era professor titular da Escola de Economia de Toulouse e pesquisador do Centre National de la Recherche Scientifique. Ele tem graduação e mestrado pelo Departamento de Economia da PUC-Rio e PhD em Economia pela Northwestern University.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe