Em mercados / cambio

Athanor Capital aposta em queda de juro e compra de dólar como hedge

A atividade econômica brasileira está em níveis profundamente deprimidos e, no ritmo atual, levará mais de três anos para que o país volte ao seu pico anterior

Dólar
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- Parvinder Thiara, diretor de investimentos da Athanor Capital, aposta na queda das taxas de juro no Brasil e, ao mesmo tempo, na compra de dólar como hedge.

"O Brasil está atualmente precificando um dos aumentos de taxas mais agressivos globalmente, quando, na realidade, os fundamentos apoiam um caminho muito mais lento em direção à normalização", disse Thiara, na Sohn Investment Conference, em Nova York.

A atividade econômica brasileira está em níveis profundamente deprimidos e, no ritmo atual, levará mais de três anos para que o país volte ao seu pico anterior de produção real, disse Thiara, ex-vice-presidente sênior da D.E. Shaw & Co, que iniciou a Athanor em 2017.

O Brasil tem quase US$ 400 bilhões em reservas, uma das maiores do mundo, uma “quantia suficiente para cobrir as necessidades de financiamento líquidas do país, bem como grandes saídas financeiras” no caso de haver pressão de liquidez.

Há uma "tremenda" margem de segurança nas taxas, disse ele, acrescentando que, para se perder dinheiro, o Banco Central precisaria elevar as taxas de juros de forma mais agressia que já está sendo precificado. “Eu realmente acho que a probabilidade de um corte de taxa é maior do que a probabilidade de um aumento iminente no Brasil”, disse.

Thiara também sugeriu uma proteção para os riscos políticos por meio da compra de opção de compra de dólar ou de opção de venda de real. O mercado de câmbio parece ter “prêmios de risco mais benignos do que os mercados de taxas”.

--Com a colaboração de Davison Santana.

Repórter da matéria original: Hema Parmar New York, hparmar6@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Margaret Collins, mcollins45@bloomberg.net, ;Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net, Daniel Cancel, Alan Mirabella

©2019 Bloomberg L.P.

 

Contato