Em mercados / cambio

Com subida do dólar, fundos cambiais acumulam alta de 4,47% em maio

De acordo com a Anbima, mesmo com a alta, a captação líquida (diferença entre depósitos e saques) deste tipo de fundo está negativa

SÃO PAULO – O dólar segue em trajetória de alta no mês de maio e impulsiona a rentabilidade dos fundos cambiais. De acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), até o último dia 14, a rentabilidade média dos fundos cambiais estava em 4,47% no mês. No mesmo período, o dólar comercial acumulou alta de 4,35%.

Mesmo com a alta, a captação líquida (diferença entre depósitos e saques) deste tipo de fundo está negativa no mês. Até o último dia 14, o valor das retiradas havia superado o dos depósitos em R$ 3,64 milhões. No ano, a captação líquida está negativa em R$ 420 mil.

O que são
Os fundos cambiais são muito utilizados por empresas e pessoas físicas como hedge (proteção) para contratos futuros efetuados em dólar.Pelas regras da Anbima, estes fundos são obrigados a aplicar pelo menos 80% de sua carteira em ativos em dólar ou euro, por meio de derivativos – ou seja, operações efetuadas no mercado futuro.

De acordo com a entidade, os recursos que não foram investidos nestas duas moedas devem ser aplicados pelo gestor em títulos e operações de Renda Fixa (pré ou pós-fixadas).

 

 

Contato