Braskem (BRKM5): Novonor confirma ter recebido oferta de R$ 47 por ação da Apollo e Adnoc; confira os detalhes

Preço por ação se divide em R$ 20 pagos à vista, R$ 20 pagos com debêntures perpétuas e aproximadamente R$ 7 com o pagamento diferido na forma de "warrant"

Estadão Conteúdo

Publicidade

A Novonor confirmou na noite desta terça-feira (9) que recebeu do fundo de private equity americano Apollo e da Adnoc, estatal de petróleo de Abu Dabi, uma oferta não vinculante para a aquisição indireta da participação detida na Braskem ([ativo=BRKM5). A oferta foi antecipada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. A proposta não vinculante estabelece R$ 47 por ação com os ajustes usuais a este tipo de transação.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Braskem informa que as ações da Novonor estão alienadas fiduciariamente aos bancos credores e que a oferta é também destinada a essas instituições financeiras.

“A Novonor reitera que a oferta encontra-se sob sua avaliação e ressalta que não há qualquer decisão, mesmo que preliminar, tomada a seu respeito”, afirma o acionista em resposta à Braskem, que recebeu questionamentos da CVM sobre a falta de informações sobre o processo.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Em seu questionamento, a CVM determinou que a Braskem republicasse o Fato Relevante divulgado em 8 de maio “com informações completas, claras e objetivas sobre a proposta recebida”.

Preço

A proposta não vinculante recebida pela Novonor estabelece R$ 47 por ação com os ajustes usuais a este tipo de transação, que poderá representar 4% entre a assinatura e a conclusão da operação.

Continua depois da publicidade

O preço por ação se divide em R$ 20 pagos à vista, em dinheiro; R$ 20 pagos com debêntures perpétuas emitidas pelos veículos adquirentes, com taxa de 4% ao ano; e aproximadamente R$ 7 com o pagamento diferido na forma de “warrant”.

Segundo a Novonor, a proposta não vinculante depende de avaliação e negociação com a Petrobras ([ativo=PETR4]) e sua efetivação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições usuais para este tipo de operação, incluindo mas não se limitando à realização de processo de due diligence e aprovação pelos órgãos competentes das companhias envolvidas.