Bolsas operam sem direção única às vésperas de dados de inflação nos EUA; falas do Fed e mais destaques

Nikkei, do Japão, renova máxima histórica, enquanto CSI 300, da China, fecha perto da mínima de 5 anos

Felipe Moreira

Publicidade

Os mercados mundiais amanhecem mistos nesta quarta-feira (10), às vésperas da divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos de dezembro. O dado é importante para o mercado obter maior clareza sobre o caminho a seguir por parte do Federal Reserve (Fed). A agenda de indicadores está esvaziada nesta quarta-feira, com o evento mais esperado do dia sendo o discurso do presidente do Fed de Nova York, John Williams.

No Brasil, serão apresentados os dados de produção de veículo pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em alta após abertura mista, enquanto investidores aguardam os números da inflação e o início da temporada de resultados das empresas.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os mercados dos EUA subiram no final de 2023, à medida que a inflação arrefeceu mais rapidamente do que o esperado e os bancos centrais adotaram um tom mais suave, encorajando os investidores a apostar em grandes cortes nas taxas este ano.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam no vermelho, com exceção do Nikkei, do Japão, que estendeu os ganhos da sessão anterior e renovou a máxima desde 1990, enquanto o CSI 300, da China, fechou perto da mínima de 5 anos.

Continua depois da publicidade

O Nikkei subiu 2,01% para ultrapassar a marca de 34.000 pontos pela primeira vez desde março de 1990, fechando em 34.441,72 pontos. Os ganhos foram impulsionados por ações de tecnologia de saúde e serviços ao consumidor.

Europa

Os mercados europeus operam mistos, à medida que o sentimento negativo regressa. As ações de varejo subiram 0,4%, com a cadeia de pastelaria britânica Greggs subindo para o topo do índice STOXX 600, com uma subida de 9,5%, depois de reportar um forte aumento nas vendas.

Commodities

As cotações do petróleo operam com leves perdas, interrompendo a recuperação do dia anterior, após dados da indústria terem mostrado que os estoques de petróleo bruto dos EUA caíram mais do que o esperado na semana passada, embora um aumento maior do que o previsto nos estoques de produtos tenha limitado os ganhos.

As cotações do minério de ferro na China fecharam no vermelho, devido à demanda moderada e falta de novos estímulos chineses. O minério de ferro de referência SZZFG4 de fevereiro na Bolsa de Cingapura também caiu 1,97%, a US$ 135,05 por tonelada métrica, atingindo o nível mais baixo desde 21 de dezembro de 2023.

Bitcoin

2. Agenda

Brasil

9h: Campos Neto participa da Reunião Bimestral de Presidentes de Bancos Centrais, promovida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS)(fechado à imprensa)

EUA

9h: Índice MBA de hipoteca

12h30: Estoques de petróleo semanal – EIA

3. Noticiário econômico

Vamos apostar que Brasil vai crescer acima de 2% em 2024, diz Tebet

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, disse na última terça apostar que a economia brasileira vai crescer mais de 2% em 2024, contra a previsão menos otimista do mercado. “Estão falando que vai crescer 1,5%, então vamos apostar que o Brasil vai crescer acima de 2%”, disse Tebet em entrevista ao programa A Voz do Brasil, da EBC, relembrando que, no início de 2023, as estimativas para a economia eram mais baixas e foram revisadas ao longo do ano. Para justificar o otimismo, Tebet citou, por exemplo, os investimentos do PAC e o que chamou de “credibilidade” do mercado sobre a condução da economia.

4. Noticiário político

Marta Suplicy acerta retorno ao PT para ser vice de Guilherme Boulos em SP

A ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy aceitou o convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para voltar ao PT e ser vice na chapa do deputado federal Guilherme Boulos (Psol) na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Com isso, ela abandonou a gestão do prefeito — e até então aliado — Ricardo Nunes (MDB).

5. Radar Corporativo

Taesa (TAEE11)

A Taesa (TAEE11) recebeu nesta terça-feira (9) a Licença Ambiental Unificada (LAU) da Secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) para a SE Encruzo Novo, referente às instalações da Concessão Tangará.

Light (LIGT3)

A Light (LIGT3) decidiu, por meio do conselho de administração, dividir as funções de diretor de Relações com Investidores entre três executivos após a saída de Eduardo Guardiano Leme Gotilla.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)