Bolsas mundiais caem, em início de semana marcada por inflação nos EUA e no Brasil; os destaques do mercado hoje

Governo promove hoje cerimônia de memória de um ano dos ataques de 8 de janeiro

Felipe Moreira

Traders operando na Nyse, a Bolsa de Nova York (Michael M. Santiago/Getty Images)

Publicidade

A sessão desta segunda-feira (08) é majoritariamente de perdas para as principais bolsas mundiais, no início de uma semana que será marcada por dados de inflação nos Estados Unidos e no Brasil. O principal indicador econômico da semana, de preços ao consumidor, será divulgado nos EUA na quinta-feira (11) e deve mostrar se os esforços do Federal Reserve (Fed) para reduzir a inflação estão se concretizando.

Na Ásia, a bolsa de Hong Kong liderou as perdas na região, seguido pelas ações da China, que caíram depois que o conglomerado bancário Zhongzhi Enterprise Group entrou com pedido de falência na sexta-feira.

Por aqui, no mesmo dia do CPI, será divulgado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro. A expectativa da XP é de alta de 0,50% em relação a novembro, chegando ao apanhado anual de 4,6%. No campo político, com o Congresso de recesso, há pouca movimentação à vista. A repercussão deve seguir em relação às medidas já editadas no final do ano passado.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa, depois que os principais índices iniciaram 2024 no vermelho, com investidores atentos aos dados de inflação e aos lucros dos grandes bancos durante esta semana, em busca de mais pistas sobre o estado da economia e a trajetória dos cortes nas taxas por parte do Fed. A inflação ao consumidor americano pode mudar novamente as apostas sobre o rumo que a política monetária dos EUA está a tomar. Os futuros já reduziram os preços para um corte nas taxas de março para 64%, de quase 100% no final do ano passado.

No domingo, os líderes do Congresso americano anunciaram um acordo que estabelece US$ 1,59 trilhão em em despesas orçamentárias, a fim de evitar uma potencial paralisação do governo. Já a temporada de resultados corporativos começará na sexta-feira com resultados dos grandes bancos Bank of America , Citigroup , JPMorgan e Wells Fargo.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Continua depois da publicidade

Ásia

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta segunda-feira, com a piora do sentimento após um grande conglomerado financeiro chinês pedir falência. Na semana passada, o Zhongzhi Enterprise Group, um “shadow bank” (banco paralelo) que fornecia empréstimos ao setor imobiliário chinês, teve pedido de falência e liquidação aceito por um tribunal de Pequim. Além disso, um grande executivo da subsidiária de veículos elétricos da problemática incorporadora China Evergrande foi preso sob suspeita de “crimes” não especificados. Em Tóquio, a bolsa não operou hoje devido a um feriado no Japão.

Europa

Os mercados europeus operam em baixa, dando continuidade ao sentimento negativo observado no início das negociações em 2024. O Stoxx 600 caiu 0,1% nos primeiros negócios, com a maioria dos setores negociando em território negativo. As ações de petróleo e gás foram as que mais ficaram para trás, caindo 1,3%, depois que a Arábia Saudita anunciou cortes de preços para clientes na Ásia. Enquanto isso, as ações de mídia subiram 0,2%.

Commodities

Os preços do petróleo voltaram a cair depois que a Arábia Saudita reduziu os preços para mínimos de 27 meses, e um aumento na produção da OPEP, compensando o risco de interrupções no fornecimento no Mar Vermelho.

As cotações do minério de ferro na China fecharam em baixa pela terceira sessão consecutiva nesta segunda-feira, com alguns investidores liberando posições compradas para registrar lucros em meio à contração da demanda e das margens do aço. O minério de ferro de referência SZZFG4 de fevereiro, na Bolsa de Cingapura, estava 0,71% mais baixo, a US$ 137,6 a tonelada, atingindo o nível mais baixo desde 2 de janeiro.

Bitcoin

2. Agenda

A agenda doméstica tem como destaque a divulgação do IPCA de dezembro. A expectativa da XP é de alta de 0,50% em relação a novembro, chegando ao apanhado anual de 4,6%. A projeção do Bradesco BBI considera aumento de 0,44% e IPCA fechando 2023 com variação de 4,5%, ainda abaixo do limite superior de 4,75% da meta de inflação. Na quarta-feira, serão apresentados os dados de produção de veículo pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

No exterior, a semana começa com a divulgação das vendas no varejo na Zona do Euro, com previsão BBG de queda de 0,10%, e o índice de confiança na economia de dezembro, com estimativa BBG de 94,1. Na terça-feira, o bloco apresentará sua taxa de desemprego, estimada pela BBG em 6,50% e a Alemanha traz seus números de produção industrial de novembro, com expectativa BBG de alta de 0,30%. A quinta-feira será protagonizada pela inflação chinesa, divulgada nos dados de CPI (projeção BBG de -0,40% na comparação anual) e PPI (estimativa de queda de 2,60% ante 2023). A China também trará seus dados de exportações, com projeção de alta anual de 1,60% pela BBG, e importações, com projeção de estabilidade pela BBG.

Brasil

8h25: Boletim Focus

9h: Campos Neto, presidente do BC, participa, por videoconferência, da Reunião Bimestral de Presidentes de Bancos Centrais, promovida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS). (fechado à imprensa)

11h: Haddad tem reunião com Rogério Ceron, Secretário do Tesouro Nacional

15h: Ato “Democracia Restaurada” com o Presidente da República, do Congresso e do STF

EUA

13h: Expectativa mensal de inflação ao consumidor

14h30: Discurso do presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic

17h: Variação mensal no crédito consumidor

3. Noticiário econômico

Pacheco se reúne amanhã com líderes para tratar da MP da reoneração da folha

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, convocou para as 10h de terça-feira (9) uma reunião de líderes no Senado para tratar da medida provisória enviada por Fernando Haddad que limita as compensações tributárias de empresas com créditos fiscais, extingue o Perse e reonera a folha de pagamentos.

4. Noticiário político

Um ano após tentativa de golpe, STF mantém 66 presos

Um ano após os atos golpistas, dos mais de 2 mil detidos durante a invasão, 66 investigados continuam presos pela incitação, financiamento e execução dos atos. Os dados foram levantados pelo gabinete do ministro Alexandre de Moraes, relator das investigações.

Os demais investigados foram soltos e tiveram a prisão substituída por medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica, proibição de sair do país, suspensão de autorizações de porte de arma e de certificados de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC), entrega do passaporte e apresentação semanal à Justiça.

5. Radar Corporativo

Gol (GOLL4)

A companhia aérea Gol (GOLL4) teve queda de 2,5% na demanda de passageiros por voos em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2022, com a oferta da empresa recuando 8,1% no mesmo período, segundo relatório de tráfego divulgado nesta sexta-feira.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)