Mercados mundiais

Bolsas mundiais avançam após aprovação de pacote de estímulos trilionário na Câmara dos EUA

A expectativa é de que o presidente Joe Biden assine a legislação criando o pacote de estímulos na sexta

arrow_forwardMais sobre
bolsa ações mercados alta up sobe índices
Foto: reprodução

As bolsas mundiais têm em sua maioria altas nesta quinta-feira, após a aprovação na Câmara dos Estados Unidos de um pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão, destinado a mitigar os efeitos da pandemia do coronavírus. Investidores também aguardam anúncios após a reunião do Banco Central Europeu, que ocorre hoje e definirá a nova taxa de juros referenciais da instituição.

A expectativa é de que o presidente democrata Joe Biden assine a legislação criando o pacote de estímulos na sexta (12), quando o Congresso deve enviá-la formalmente à Casa Branca.

A lei deverá estender o auxílio de US$ 300 a desempregados e outros programas voltados a essa população. Assim, milhões de americanos se tornarão elegíveis para auxílios do tipo até 6 de setembro.

Além disso, envia US$ 1.400 pagamentos diretos à maioria dos americanos e a seus dependentes. Também amplia o crédito de impostos relativo a cada criança por um ano, a US$ 3.600 para crianças com menos de 6 anos, e US$ 3.000 por criança de entre 6 e 17 anos.

Haverá uma expansão de subsídios para que americanos possam arcar com seguros de saúde. E auxílio de US$ 30 bilhões destinado a restaurantes. Haverá uma expansão do crédito de impostos que empresas poderão reter, contanto que mantenham funcionários na folha de pagamento.

Após a aprovação do pacote, as bolsas americanas fecharam em alta. Na quinta, os mercados asiáticos seguiram, em sua maioria, a tendência estabelecida pelas bolsas americanas, fechando também com ganhos.

As bolsas da China continental avançaram apesar de terem o desempenho prejudicado pelo anúncio feito pelo premiê Li Keqiang de que o país focará em crescimento do PIB de cerca de 6% para o ano, o patamar mais baixo de muitas estimativas de economistas, e relativamente modesto para padrões chineses.

O premiê afirmou que o governo não pretende emitir mais títulos em resposta à pandemia, e que as metas de déficit e inflação devem ficar mais baixas do que no ano passado.

O índice Eurostoxx, que reúne 600 ações de todos os principais setores de 17 bolsas europeias, sobe 0,34% nesta quinta.

PUBLICIDADE

Investidores devem focar nos próximos anúncios do Banco Central Europeu, que se reúne nesta quinta. Nas últimas semanas, autoridades do banco descreveram a alta nos juros de títulos de renda fixa, especialmente do Tesouro americano com vencimento em dez anos, como “injustificada”, e “uma situação que precisa ser monitorada de perto”.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,77%
*Nasdaq Futuro (EUA), +1,83%
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,39%
Europa
*Dax (Alemanha), +0,05%
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,23%
*CAC 40 (França), +0,31%
*FTSE MIB (Itália), +0,97%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,6% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,65% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +1,88% (fechado)
*Shanghai SE (China), +2,36% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +1,3%, a US$ 65,28 o barril
*Petróleo Brent, +1,19%, a US$ 68,71 o barril
*Bitcoin, +0,31%, a US$ 54.787,59
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 5,55%, cotados a 1039,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 160,17 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,49

 

Entre no grupo do InfoMoney no Telegram para ter acesso a este conteúdo e faça parte de uma comunidade de mais de 160 mil pessoas que acompanham a plataforma.

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.