Bolsas de NY fecham mistas, em sessão com expectativas por dados de inflação nos EUA

Dados de inflação devem oferecer sinalizações sobre os próximos passos para a política monetária

Estadão Conteúdo

Trader trabalha na sede da NYSE, em Nova York (Michael Nagle/Bloomberg)

Publicidade

As bolsas de Nova York fecharam sem sinal único nesta segunda-feira, 13, em uma sessão de agenda esvaziada em indicadores macroeconômicos. Investidores têm grande expectativa pela publicação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) e produtor (PPI) de abril nos Estados Unidos, o que deve oferecer sinalizações sobre os próximos passos para a política monetária. Por sua vez, entre as ações chamou a atenção a disparada de papéis específicos em movimentos de investidores varejistas, o que levantou a possibilidade de um retorno das “Memestocks”, como a questão ficou conhecida há três anos.

O Dow Jones fechou em baixa de 0,21%, em 39.431,51 pontos, o S&P 500 caiu 0,02%, a 5.221,42 pontos, e o Nasdaq avançou 0,29%, a 16.388,24 pontos. O Dow Jones foi pressionado pelas perdas da Merck (-0,58%), que descontinuou pesquisa de nova linha do medicamento Keytruda para câncer de pele, e da Chevron (-0,78%), em meio a notícias sobre empecilhos para o acordo de compra de US$ 53 bilhões da Hess Corporation.

O vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Philip Jefferson, disse nesta segunda considerar apropriado manter juros em nível restritivo até se ter mais evidências no progresso na inflação, dada a recente atenuação do processo desinflacionário.

Continua depois da publicidade

O papel da Gamestop avançou 74,40%, após saltar até 110% e ter sua negociação interrompida várias vezes nesta manhã em Wall Street, diante do que parece ser um entusiasmo com “ativos meme”. O gatilho, desta vez, foi uma publicação no X (antigo Twitter) da conta chamada “Roaring Kitty”. Seguindo o movimento, AMC saltou 78,35%, Faraday Future Intelligent Electric ganhou 32,32% e Novavax subiu 47,64%.

O American Depositary Receipt (ADR) da fabricante de chips Arm subia 7,71%, após a notícia de que a empresa planeja lançar semicondutores de inteligência artificial (IA) em 2025. Intel avançava 2,21%, na esteira da notícia sobre negociações com a gigante financeira Apollo Global Management em relação ao suprimento de US$ 11 bilhões para ajudar a construir fábrica de chips na Irlanda.

As ações do Duolingo recuaram 3,79%, no que foi atribuído por analistas ao anúncio do ChatGPT de uma nova funcionalidade de tradução por voz em tempo real, o que poderia afetar a busca pelo sistema de ensino de idiomas.