Bolsas da Europa operam em baixa, após indicadores locais e à espera do CPI dos EUA

Índice pan-europeu Stoxx 600 recuava 0,38%, a Bolsa de Londres caía 0,19%, a de Frankfurt cedia 0,49% e a de Paris recuava 0,30%; inflação americana em janeiro pode mexer com os preços

Estadão Conteúdo

"Shutterstock"

Publicidade

As bolsas europeias operam em baixa na manhã desta terça-feira (13) após os ganhos de ontem, enquanto investidores digerem indicadores alemães e britânicos e aguardam atualização da inflação ao consumidor (CPI) dos EUA.

Por volta das 8h05 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 recuava 0,38%, a 485,58 pontos.

Na Alemanha, foi divulgado que o índice ZEW de expectativas econômicas subiu mais do que o esperado em fevereiro, a 19,9 pontos. O índice de condições atuais, por outro lado, apresentou nova piora neste mês.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Já no Reino Unido, a taxa de desemprego caiu levemente no trimestre até dezembro, a 3,8%, e os salários tiveram avanço anual de 6,2% no período, menor do que nos três meses até novembro, mas um pouco acima da previsão de analistas. Pressões salariais tendem a levar o Banco da Inglaterra (BoE) a adiar seu esperado primeiro corte de juros.

Preocupados também com a trajetória dos juros básicos dos EUA, investidores na Europa vão acompanhar de perto os últimos dados do CPI americano, a ser divulgados nas próximas horas. A pesquisa do CPI costuma influenciar apostas de quando o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) poderá começar a reduzir juros.

Às 8h23 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,19%, a de Frankfurt cedia 0,49% e a de Paris recuava 0,30%. Já as de Milão, Madri e Lisboa tinham perdas de 0,34%, 0,07% e 0,17%, respectivamente.

Continua depois da publicidade

(Com informações da Dow Jones Newswires)