Bolsas da Europa fecham sem sincronia, com Londres em queda com Sainsbury; Lisboa sobe com Galp

Semana é marcada pela cautela antes da divulgação de dados de inflação nos Estados Unidos

Estadão Conteúdo

Publicidade

As bolsas da Europa fecharam sem sincronia nesta quarta-feira, 10, diante das dúvidas sobre o momento de início do alívio monetário nas principais economias globais em uma semana marcada pela cautela antes da divulgação de dados de inflação nos Estados Unidos.

O mercado de Londres foi o destaque negativo, pressionado pelo tombo das ações da rede de supermercados britânica Sainsbury, cujas projeções para o ano fiscal de 2024 frustraram os investidores. Na contramão, a Bolsa de Lisboa avançou, impulsionada pelo salto da Galp.

“O mercado ainda está tentando perceber se os bancos centrais vão prometer menos e cumprir mais em termos de cortes nas taxas de juro ou se estão realmente falando sério quando dizem que tal medida ainda está muito distante”, escreveu o diretor da plataforma de investimentos AJ Bell, Russ Mould, em nota.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Em Londres, o índice referencial FTSE 100 fechou em baixa de 0,42%, aos 7.651,76 pontos. Os papéis da Sainsbury cederam 6,28%. As vendas de produtos não alimentícios da segunda maior rede do varejo britânico foram vistas como muito decepcionantes pelos analistas.

Na direção oposta, as ações da Greggs dispararam 5,09%, depois que a rede de lanches e salgados do Reino Unido relatou vendas anuais mais altas e previu resultados para o ano inteiro em linha com suas expectativas. O desempenho fiscal de Greggs em 2023 foi sólido e sua projeção robusta, disse a Jefferies em nota. A Greggs disse que as vendas totais do ano financeiro de 2023 aumentaram 19,6%, para 1,81 bilhão de libras esterlinas, contra 1,51 bilhão de libras esterlinas no ano anterior.

“Esperamos mais um ano de crescimento de lucro de 10% ou mais no ano fiscal de 2024”, acrescentaram os analistas da Jefferies Andrew Wade e Grace Gilberg.

Continua depois da publicidade

Em Frankfurt, o índice Dax terminou praticamente estável, com variação positiva de 0,01%, aos 16.689,81 pontos. Já em Paris, o CAC 40 caiu 0,01%, para 7.426,08 pontos.

A Bolsa de Lisboa se sobressaiu entre os mercados no positivo e o índice PSI 20 das ações portuguesas mais negociadas subiu 2,19%, aos 6.602,22 pontos. O ímpeto veio sobretudo do salto de 8,15% na ação da Galp Energia, que nesta quarta confirmou uma “significativa” descoberta de petróleo leve na costa da Namíbia. Em Madri, o índice Ibex 35 subiu 0,16%, aos 10.076,00 pontos. As cotações são preliminares.

*Com informações da Dow Jones Newswires