Bolsas da Europa fecham sem direção única, em compasso de espera por Fed, BoE e BCE

Cenário de espera foi o responsável pela cautela no mercado europeu, embora a Bolsa de Londres tenha conseguido manter ganhos

Estadão Conteúdo

Fachada do Banco Central Europeu (Shutterstock)

Publicidade

As Bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 13, revertendo ganhos da manhã, em compasso de espera pelas decisões monetárias do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) nesta quarta-feira e do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), na quinta-feira.

Em Frankfurt, o índice DAX, fechou em queda de 0,15%, a 16.766,05 pontos. O CAC 40, em Paris, cedeu 0,16%, a 7.531,22 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, fechou em queda de 0,15%, a 30.295,69 pontos. Já em Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,16%, a 10.101,70 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 avançou 0,45%, a 6.456,88 pontos. As cotações são preliminares.

Dados sinalizando fraqueza na indústria da zona do euro e do Reino Unido impulsionaram ganhos das bolsas europeias no início desta manhã, ao reforçar expectativa de que BCE e BoE mantenham juros em suas decisões monetárias nesta quinta-feira. Esta perspectiva pesou sobre os juros de bônus europeus ao longo da manhã, o que também tende a contribuir para os ativos de risco.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Contudo, os índices perderam o viés positivo no início da tarde, à medida que investidores digeriam dados dos Estados Unidos e ponderavam sobre incertezas quanto aos próximos passos de política monetária pelo Fed. Em nota, o analista da ActivTrades, Ricardo Evangelista alerta que uma “postura hawkish” do BC americano na decisão desta tarde poderá pressionar ainda mais os mercados europeus, levando a maiores perdas na reabertura na quinta-feira.

O CMC Markets avalia que este cenário de espera foi o responsável pela cautela no mercado europeu, embora a Bolsa de Londres tenha conseguido manter ganhos, apoiada por outra sessão de alta robusta da AstraZeneca (+2,22%) em resposta à aquisição da Icosavax. No fechamento, o FTSE 100 tinha alta de 0,08%, a 7.548,44 pontos.