Bolsas da Europa assumem viés de baixa após volatilidade, à espera da ata do Fed

Com a agenda europeia vazia, indicadores dos EUA também serão acompanhados; estão previstos nas próximas horas o relatório Jolts sobre o mercado de trabalho e o PMI industrial medido pelo ISM

Estadão Conteúdo

"Shutterstock"

Publicidade

As bolsas europeias assumiram viés de baixa na manhã desta quarta-feira, 3, depois de mostrarem bastante volatilidade desde a abertura dos negócios, à espera de indicações sobre a futura trajetória dos juros nos EUA.

Por volta das 6h20 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 recuava 0,27%, a 477,23 pontos.

Investidores demonstram cautela antes da ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que será divulgada no meio da tarde, quando os negócios nos mercados acionários da Europa já estarão encerrados. Em dezembro, o BC americano sinalizou que poderá começar a reduzir juros este ano, mas há dúvidas sobre o ritmo em que a política monetária será relaxada.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Com a agenda europeia vazia, indicadores dos EUA também serão acompanhados. Estão previstos nas próximas horas o relatório Jolts sobre o mercado de trabalho e o PMI industrial medido pelo ISM. O PMI equivalente elaborado pela S&P Global já foi divulgado ontem.

Às 6h35 (de Brasília), a Bolsa de Londres caia 0,08%, a de Paris cedia 0,81% e a de Frankfurt recuava 0,36%. As de Milão, Madri e Lisboa, por sua vez, tinham perdas de 0,48%, 0,41% e 0,36%, respectivamente.

Apesar do tom negativo, algumas ações europeias driblavam o mau humor. Em Copenhague, a Maersk saltava mais de 5%, após a gigante do transporte marítimo dinamarquesa anunciar que vai pausar operações no Mar Vermelho em meio a preocupações com segurança. Já em Paris, a Atos subia 2,3%, após notícia de que a Airbus está negociando a compra da unidade de cibersegurança da companhia francesa de serviços de TI, em um negócio estimado em até 1,8 bilhão de euros. *Com informações da Dow Jones Newswires.